DE QUAL LADO VOCÊ ESTÁ?

O vereador Dorge da Pousada causou uma confusão danada ao pronunciar em plenário que ainda não sabe se é situação ou oposição. O repórter Daniel Rezende trouxe as informações durante o Jornal da Xodó informando que o parlamentar havia mudado de opinião após o discurso de mágoa contra a prefeita.

ESTÁ DO LADO DE NENA MAS…

Durante a entrevista, Dorge menos eufórico, informou que pertence ao grupo de Nena, mas falta um “afinamento”. O vereador ainda acrescentou que “tem sido muito difícil” – uma relação a desconfiança da bancada por ele – e por esse motivo ele estava insatisfeito.

AFINEM AS CORDAS DO VIOLÃO

Este jornalista acredita que a tal falta de afinação se deve por conta da articulação para presidência da Câmara. Quando a bancada decidiu colocar Acrísio como presidente, Dorge se sentiu traído não só pelos colegas, mas também pelo agrupamento de Nena.

MALDITA SEJA ESSA TRAIÇÃO

No plenário e também em entrevista a Xodó, Dorge disse que foi traído por Acrísio porque seu nome estava determinado para ser o candidato à presidência e acabou sofrendo a famosa “passada de perna” do atual presidente.

PIOROU!

Dorge ainda disse que foi excluído de uma reunião da bancada de situação e a prefeita para discutir assuntos inerentes ao município.  Tais fatos levam a crer que o clima da prefeita com os subordinados não está nada bem.

POR OUTRO LADO

Acrísio rebateu as acusações de Dorge dizendo que não houve nenhuma traição. O presidente acredita que más influencias de outros vereadores prejudicou a relação entre os vereadores de situação.

A PREFEITA FALOU

A prefeita Nena ao responder uma indagação do vereador Henrique de João Gogó trouxe à tona o espírito da ex-presidente, Dilma Rousseff. O vereador Henrique disse que não havia atribuído a culpa da falta de sintonia da educação estadual com a municipal no tocante ao transporte escolar. Em resposta, Nena falou que só faz “no presente através do passado”.

Com essa frase “marcante”, a gestora deixou a entender que… (este colunista não entendeu). Mas de qualquer maneira, o pronunciamento inflamado da prefeita diz respeito ao ex-gestor Tonhão que, segundo ela não teve responsabilidade. A prefeita não comentou o assunto do transporte escolar, agradeceu a todos e disse que ia se dirigir a prefeitura para atender o povo.

 

Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura.

Deixe seu comentário abaixo