Professores de toda a rede estadual de ensino e municipal em 74 cidades sergipanas, exceto da capital, entraram em greve por tempo indeterminado na quarta-feira (15). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe (Sintese), a orientação de adesão à greve geral nacional atinge 17,6 mil professores da ativa que trabalham em 350 escolas estaduais e em 1397 escolas dos municípios filiados ao sindicato.

“Não temos como informar quantos professores seguiram a orientação da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e paralisaram. Essa greve é contra a reforma na Previdência e reivindica o cumprimento da Lei do Piso e reajuste para todos os professores na carreira”, explicou a assessora de comunicação do síntese, Caroline Santos.

Já os professores da rede municipal de Aracaju optaram por paralisar as atividades em sala de aula no período de 15 a 18 de março.

O Sindicato dos Profissionais do Ensino no Município de Aracaju (Sindipema) informou que mesmo com a paralisação em um período menor, vai continuar convocando a categoria para os protestos gerais promovidos por vários grupos de trabalhadores.

Do g1

Deixe seu comentário abaixo

Não Deixe de Conferir Essas DICAS Abaixo!!

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..