fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Segundo dados, empresas brasileiras estão investindo mais no Marketing Digital

São Paulo – SP 7/7/2021 –

A presença digital tornou-se indispensável e isso vale para todos os setores – inclusive para a área da educação. Pensando nisso, Ronnie, sócio-fundador da educa.social, explica quais são os diferenciais competitivos de escolas que investem no pilar

De acordo com estudo publicado na Exame, empresas que investem em Marketing Digital aumentam as vendas em até 25% – e esse pode ser um dos motivos que fez a prática se disseminar no país. Segundo dados disponibilizados pela Agency Scope, o Brasil já ocupa o segundo lugar no ranking de países que mais realizam investimentos digitais, seguindo a China.

Dessa forma, o Brasil é visto como o país do Marketing Digital. Isso porque, atualmente, 90% de todas as empresas do mundo investem na estratégia e a maioria delas é brasileira, de acordo com a Pesquisa Marketing Visão 360º.

Ainda citando a pesquisa anterior, mais dados chamam a atenção: 54% das empresas que entendem que o Marketing Digital é indispensável são de pequeno porte, ou seja, têm até 99 funcionários. Além disso, mais da metade prefere deixar a atividade com especialistas que entendem do assunto e realizam o trabalho com intermédio de agências.

Marketing Digital para educação

Ronnie, sócio-fundador do educa.social, conta que nem mesmo colégios e instituições de ensino podem deixar o Marketing de lado. “A comunicação cria um relacionamento com os pais e alunos. O resultado disso é a retenção e ativação de novas matrículas”, explica.

Isso acontece porque a estratégia de marketing pode apresentar a essência de uma escola, acentuando sua missão e valores. “Quando pais ou responsáveis buscam por uma instituição de ensino, estão à procura dos princípios que zelam. Por isso, deixá-los à mostra é um diferencial no fator de decisão”, diz.

Para concluir, Ronnie compartilha alguns dados internos da educa.social: “muitas escolas chegam até a nossa plataforma sem nem mesmo ter um site. Investimento em redes sociais são feitos internamente e por pessoas que não são da área da comunicação. Motivos que tornam os ganhos com a tecnologia possíveis, seja na otimização dos processos ou explorando o marketing em sua totalidade. É um ganho institucional e financeiro”, finaliza.

Especialização

Antes de fundar o educa.social, os sócios da plataforma passaram alguns anos visitando escolas e pesquisando sobre suas respectivas comunicações e agendas. Assim, surgiu a ideia de criar um material que suporta campanhas, comunicação visual e até mesmo calendário criativo para que as postagens do dia a dia não sejam um empecilho, com datas importantes.

Dessa forma, o educa.social busca ajudar a frequência na comunicação escolar, visando poupar tempo dos mantedores, diretores e colaboradores para que possam focar na educação e gestão dos alunos.

Para saber mais, basta acessar: https://www.educa.social/

Website: https://www.educa.social/

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação