outubro16 , 2021

    Insatisfação com a casa pode ser resolvida com técnicas de Feng Shui na decoração

    Veja também

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Araras, SP 27/7/2021 – O Feng Shui é uma técnica chinesa milenar de harmonização energética dos ambientes que pode ajudar a reverter essa insatisfação com a casa.

    Técnicas básicas de Feng Shui na decoração podem devolver o bem-estar e as boas noites de sono para os brasileiros que andam insatisfeitos com suas casas na pandemia.

    O uso de técnicas do Feng Shui na decoração pode ajudar a trazer um equilíbrio de energias para os ambientes e criar uma sensação de bem-estar nas moradias. Ganhando ainda mais notoriedade depois do início da pandemia, que levou o trabalho, os estudos, o lazer e as reuniões familiares para dentro das casas, deixando boa parte dos brasileiros insatisfeitos com seus próprios lares, segundo pesquisas. O que fez com que muitos revisitem os ensinamentos milenares chineses para garantir uma maior qualidade de vida durante o “fique em casa”.

    Ainda no ano passado, a Hibou – instituto de pesquisa e monitoramento de mercado – fez uma pesquisa no mês de setembro (quando as pessoas ainda estavam se adaptando aos novos hábitos da pandemia) que apontou uma porcentagem grande de brasileiros que estavam insatisfeitos com a própria casa. De acordo com os dados divulgados na época, 49% dos entrevistados estavam menos satisfeitos com o local onde viviam. Foram ouvidas 1.537 pessoas das classes A, B e C pelo instituto de pesquisa.

    - Advertisement -

    O Feng Shui é uma técnica chinesa milenar de harmonização energética dos ambientes que pode ajudar a reverter essa insatisfação com a casa. Ele surgiu a partir do costume de observar os efeitos positivos e negativos da natureza ao escolher o local ideal para fazer plantações e construir moradias. Essa técnica é baseada em algumas filosofias chinesas e é aplicada até hoje nas casas para buscar o tão sonhado equilíbrio energético.

    A designer de interiores Fabiana Zanchetta é uma das adeptas ao Feng Shui na decoração. Ela é sócia de uma loja de móveis do interior de São Paulo e resolveu ajudar seus clientes a decorar suas casas de uma maneira que traga bem-estar e energias positivas. “Quando converso com meus clientes, busco entender quais são os objetivos deles ao comprar novos móveis ou objetos de decoração para suas casas e posso ajudá-los, com a consultoria de interiores, a trabalhar todos esses elementos para que a casa fique em harmonia”, conta.

    Fabiana fala sobre os benefícios diretos do uso do Feng Shui na decoração. “Com essa técnica, que já venho utilizando há cerca de quatro anos, consigo trazer a natureza para dentro das casas. Os elementos naturais podem ser incorporados aos ambientes por meio de plantas, cores, imagens e texturas. A madeira, o couro e o metal ajudam a trazer a natureza para dentro de casa no mobiliário, por exemplo. Nos meus projetos eu busco representar os elementos naturais para energizar o ambiente”, explica a designer.

    Ajustando o sono

    A chamada corona-insônia também é uma das preocupações que vieram junto com a pandemia, já que o fenômeno está afetando mundialmente as pessoas e deixando-as mais estressadas e suscetíveis a um menor rendimento no trabalho. Para se ter uma ideia, a palavra “insônia” foi a mais pesquisada no Google no ano de 2020.

    Levando isso em consideração, Fabiana Zanchetta aproveita para dar um exemplo de como as técnicas milenares do Feng Shui podem ser usadas no quarto, um dos ambientes que pedem mais equilíbrio de energias. “Algumas dicas devem ser levadas em consideração por aquelas pessoas que querem dormir melhor, como: colocar a cabeceira da cama contra uma parede sólida, permitindo a movimentação de energias; usar cores que expressam aconchego e suavidade; não colocar nenhum espelho grande apontado diretamente para a cama (este objeto é um ativador para a disposição); e, de preferência, colocar a cama sempre de frente para a porta, pois faz com que o quarto se torne mais convidativo e aconchegante”.

    Entre outras dicas da designer, estão: o uso de mantas e almofadas para dar mais cor e conforto; uso de uma iluminação mais baixa em ambientes usados para descansar; o descarte ou conserto de objetos quebrados; a organização dos espaços; e a união dos cinco elementos da natureza no mesmo cômodo da casa, utilizando itens que remetam ao fogo, madeira, terra, água e metal.

    “Ao fazermos um projeto, temos de utilizar técnicas, estudos e a nossa sensibilidade para captar os desejos dos moradores e até mesmo fazermos uma decoração intuitiva que possa resultar em conforto e bem-estar para os clientes”, comenta Fabiana Zanchetta.

    A designer aproveita para ressaltar os benefícios de se contratar uma consultoria de interiores nesse processo de busca pelo equilíbrio. “Quando realizo um projeto, não posso ter margem de erro, preciso das medidas precisas para fazer sugestões de distribuições diferentes do mobiliário para que o cômodo tenha uma harmonia. A iluminação, os tecidos e os objetos de decoração também precisam estar de acordo com as necessidades do morador, sejam elas emocionais ou financeiras”, afirma.

    Website: https://www.instagram.com/fabianazanchettadesigner/