outubro16 , 2021

    Nacional Gás celebra 70 anos com expansão do negócio

    Veja também

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Fortaleza 23/7/2021 – Durante esses 70 anos mantivemos o abastecimento constante em todas as áreas em que atuamos, sobretudo durante essa crise sanitária

    A empresa estima um crescimento de 25% no faturamento ao final de 2021.

    Seis meses após a conclusão do processo de aquisição de parte dos ativos da Liquigás, a Nacional Gás atingiu crescimento de 180% em número de clientes empresariais ativos, passando de 25 mil para 70 mil. A empresa também aumentou sua participação no mercado, atingindo 22% do mercado nacional de gás GLP. Em 2021 a companhia chega aos 70 anos.

    O consórcio formado pela Nacional Gás, Copagaz e Itaúsa adquiriu a empresa subsidiária da Petrobrás pelo valor de R$ 4 bilhões. Para a Nacional Gás, o investimento em expansão consolidou a liderança em consumo na região Nordeste e o fortalecimento nas praças Sul, Sudeste e Centro Oeste do país. O avanço ficou marcado pelo salto de 26,6% no número de famílias atendidas, chegando a 9,5 milhões.

    - Advertisement -

    “Durante esses 70 anos mantivemos o abastecimento constante em todas as áreas em que atuamos, sobretudo durante essa crise sanitária. Agora, com os investimentos mais recentes, estamos entregando essa mesma qualidade a mais lugares do Brasil”, declara Celso Rocha, diretor-superintendente da Nacional Gás.

    Para Carlos Rotella, presidente do Grupo Edson Queiroz, “essa aquisição foi fundamental para as aspirações e objetivos de crescimento sustentável do Grupo. Com a aquisição, alinhamos nossa estratégia com o desejo antigo de aumentar a participação da Nacional Gás no Sul, Sudeste e Centro Oeste e nos tornamos players ainda mais relevantes no mercado de gás GLP.”

    Presente em 22 estados e no Distrito Federal também com as marcas Brasilgás e Paragás, a Nacional Gás registrou alta de 28,5% na rede de revendedores nos últimos seis meses, e conta atualmente com 4.500 deles para a comercialização do GLP envasado (P8, P13, P20 e P45) e a granel para tanques variados de acordo com a necessidade dos clientes. Para Rocha, a solidez do negócio e o olhar sempre atento ao mercado são diferenciais do negócio.

    “Em 2020 lançamos na região Norte, mais especificamente no Amapá, o botijão de 8kg (P8). Uma versão mais prática e com valor mais acessível do gás de cozinha. Percebemos que era uma necessidade dos consumidores dessas praças, então atendemos e tem sido um sucesso”, exemplifica o diretor-superintendente.

    Mesmo diante desse cenário social, as perspectivas para o segundo semestre são de saldos bem positivos, com uma estimativa de crescimento de 25% em faturamento.

    Website: http://www.nacionalgas.com.br