fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Dia dos Pais 2021: profissionais do varejo dão dicas de como aproveitar a data da melhor forma

São Paulo, SP 22/7/2021 –

Há mais de um ano sofrendo os impactos da pandemia provocada pela Covid-19, o varejo segue buscando alternativas para contornar o período. Diante desta necessidade, profissionais da área apresentam sua visão para auxiliar as lojas na próxima data comemorativa, o Dia dos Pais.

O Ministério da Saúde estima que aproximadamente 150 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 serão aplicadas até a segunda semana de agosto. Isso impacta diretamente na confiança da população em sair de casa. Entretanto, o comércio ainda não retomou seu ritmo habitual e segue buscando alternativas para driblar o momento.
Segundo Maurício Koprowski, diretor da Display Style – indústria metalúrgica que produz expositores para o varejo – há alguns passos que podem auxiliar neste momento.

Sensibilidade
Maurício observa que centenas de milhares de famílias perderam algum ente querido para a Covid-19 – e dentre eles, muitos pais. Isso torna indispensável um cuidado especial neste sentido. Talvez uma comunicação em massa não seja bem recebida e desencadeie emoções negativas no cliente, atrelando esta emoção ruim à marca. “É importante ter tato na construção da mensagem e entender quando um cliente simplesmente optar por não prosseguir com o diálogo”, afirma.

Processo de vendas fluído
Maurício Polachini, gestor de marketing da Display Style, ressalta a importância de não haver ruídos no processo de vendas, seja ele físico ou no ambiente digital. “Preço incorreto no ponto de venda; site que demora para carregar; problemas com a interação humana; produtos sem estoque; entre diversos outros fatores, facilmente fazem um cliente desistir da compra e ir para a loja vizinha”, ressalta. Ele diz ainda que é necessário lembrar que o cliente está contente por poder presentear alguém que ama e a última coisa que deseja é encontrar obstáculos neste processo.

Estratégia para a vitrine
Segundo a equipe de visual merchandising da Display Style, no que se refere a marketing, vendas, varejo e comunicação, tudo tem um começo, um meio e um fim. Isto significa que “em uma vitrine todos os elementos (paleta de cores, expositores, manequins, produtos, iluminação…) precisam ter uma justificativa – e apenas ser bonito não basta”, afirmam.
Mencionam ainda algumas perguntas que o gestor da loja deve fazer a si mesmo durante esta análise:
• Qual é o objetivo desta vitrine?
• De que ângulo os clientes costumam visualizar este setor?
• A prateleira seguinte é convidativa? Faz o cliente entrar na loja?
• A proposta de cores tem coerência com a identidade da marca?
• Qual sensação a estética dos manequins provocam no cliente?
• Faz sentido utilizar expositores cromados para esta coleção ou deveriam ser brancos?
Maurício Koprowski finaliza: “o Visual Merchandising não é apenas a estética. É muito mais sobre a sensação que causa no consumidor”.

A importância do emocional
Na visão de Maurício Polachini, independentemente do valor financeiro, um presente de Dia dos Pais sempre terá grande carga emocional. Segundo ele, é crucial que a equipe da loja compreenda isto e traduza essa percepção em forma de um atendimento acolhedor, honesto e empático. Para Maurício, “uma loja impecável e uma bonita vitrine não bastam. É preciso um toque final que talvez seja o mais importante: o lado humano. Não há outro jeito de uma marca ser lembrada positivamente no futuro”, finaliza.

Para mais informações sobre visual merchandising para o Dia dos Pais, basta acessar o site www.displaystyle.com.br ou o Instagram @display_style

Website: https://displaystyle.com.br/

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação