Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

SUICÍDIO? Precisamos falar sobre, parte II

As tentativas de suicídio ou sua prática efetiva envolvem sempre uma grande dose de sofrimento, tensão, angústia e desespero. Esta dor da alma pode ser real ou ser a consequência de uma crise, de uma conturbação mental, como, por exemplo, a psicose no seu grau mais agudo, ou de uma depressão com sintomas delirantes.

Às vezes é quase impossível detectar quando uma pessoa está com o desejo de tirar a própria, já que como falamos anteriormente, o suicida quer matar algo que está matando ele por dentro. E isso ocorre que, muitos suicidas conseguem “esconder” a intenção de tirar a própria vida.

O Ministério da Saúde divulgou em 2018 novos dados sobre tentativas e óbitos por suicídio no país. E o estado brasileiro com maior número de tentativa de suicídio por autointoxicação é Sergipe, com taxa de 2,3 por 100 mil habitantes.





Histórias

Em novembro de 2013, uma jovem de 17 anos (Luana Pereira Melo dos Santos) cometeu suicídio por enforcamento no banheiro de sua própria residência.

Uma das hipóteses levantadas na época foi a de que Luana tenha sido motivada pelo fato de que seu namorado um mês antes, também cometeu suicídio, na garagem da casa dele.

Uma carta deixada por Luana pedindo para ser enterrada ao lado do namorado, reforçou a hipótese.

O caso mais recente que ganhou repercussão nacional, foi o da Digital Influencer , Aline Araújo, que tinha um perfil no Instagram conhecido como “Seje Sincera” e falava sobre diversos assuntos, dentre eles a DEPRESSÃO.

A jovem casou sozinha, após ter sido abandonada pelo noivo, que avisou em cima da hora que não iria mais ter a cerimônia. Essa situação toda gerou diversas reações na internet, após Aline avisar que casaria com ela mesma.

Não demorou muito para que as pessoas mais insensíveis derramassem suas próprias frustrações e ódio encima da garota e, por fim, a influencer cometeu suicídio, jogando-se do nono andar de um prédio, localizado na Zona Oeste do Rio.

Após a morte da jovem, muito se falou sobre depressão, como também a maneira que um depressivo deve ser tratado.

CONFIRA A PARTE I

Conviver com alguém que sofre desse mal, pode ser complicado, principalmente por ser uma doença que altera a personalidade de quem tem. Não sabemos o que dizer, nem como agir, sem ofender a pessoa ou então fazê-la se sentir ainda mais impotente.

Uma série muito famosa que está em evidencia é 13 Reasons Why ou Os 13 Porquês. Que em sua primeira temporada contou a história de Hannah Baker, uma simples garota que como qualquer outra só quer ser feliz, tinha “amigos”, família, mas no pior momento de sua vida se sentiu abandonada, sozinha e sem chance de recomeçar.

O tema da primeira temporada é de extrema relevância, tendo em vista que o suicídio é a segunda causa de mortes entre jovens em todo o mundo, atrás apenas dos acidentes de trânsito, no Brasil, é a terceira causa mais frequente, atrás ainda dos homicídios.

Pessoas são mais importantes do que coisas. Ouça, se importe, não julgue, entenda, faça a pessoa se sentir útil, pois ela é.

PALAVRA DO AUTOR:

“O suicídio por depressão é real se estiver se sentindo triste e quiser conversar estou sempre disponível”. Eu quero você vivo.

 

Suicídio? Precisamos falar mais sobre

Maycon Fernandes/Jornalista DRT 2304/SE

COMENTE!