Uma boa noite de sono relaxa o corpo, a mente e recarrega as energias, mas nem para todas as pessoas este é um momento tão relaxante assim. Uma pesquisa realizada pelo Instituto do Sono aponta que mais de 60% dos brasileiros apresentam algum problema para dormir. Ronco, insônia e excesso de trabalho estão entre as principais dificuldades durante o descanso.

Dormir mal ou pouco, além de ser prejudicial para a recomposição das energias do corpo, aumenta a chance de contrair doenças como hipertensão, diabetes e depressão. Pesquisas apontam que dormir menos de cinco horas por dia aumenta em até cinco vezes o risco de se ter pressão alta e um infarto. A privação do sono também contribui para uma maior incidência no número de casos de diabetes tipo 2.

É durante o sono que o corpo recompõe a maioria das células e substâncias do organismo. Também durante o sono a seratonina, uma importante substância é liberada. Ela é responsável por reativar as sensações de bom humor, felicidade e alegria e também ajuda a regular a enxaqueca. Esta substância é essencial para a prevenção da depressão e ansiedade, por isso que dormir bem reduz o risco de desenvolver estas doenças.

Dormir: uma prática saudável

Para o educador físico Fellipe Brito, uma boa noite de sono contribui para uma vida mais saudável e com mais disposição, principalmente para os praticantes de atividades esportivas. “Um ponto importante é que, após um trabalho de atividades físicas, o corpo precisa de dois fatores para potencializar os ganhos: a alimentação, que é para repor os nutrientes gastos, e o sono, que é essencial para a recuperação e fortalecimento dos músculos, afinal, é nesse momento do repouso que ocorrem os ganhos. Caso isso não aconteça, o corpo entra em uma fadiga constante”, explicou o educador físico.

Fellipe Brito destaca também que dormir mal aumenta a chance de ganho de peso. “É notório que a falta de sono vai fazer com que as pessoas se sintam mais cansadas e com isso o corpo demanda mais energia. Consequentemente, em outro momento, vai acarretar no consumo de mais alimentos, principalmente os ricos em carboidrato, o que vai propiciar o ganho de peso. Nosso corpo é uma máquina muito complexa, por isso deve ser cuidada com muito zelo e sem exageros ou deficiências”, disse.

Ele destaca também que a privação de sono compromete o perfeito funcionamento do organismo. “Uma noite regular de sono serve para o indivíduo acordar mais disposto para enfrentar as atividades diárias. Essa prática, se tornando uma coisa cíclica, vai levar a uma vida mais saudável. Um bom sono leva a uma disposição para as atividades e essas atividades levam a um bom sono. Por isso recomenda-se dormir bem, afinal um dia mal dormido pode comprometer o desempenho físico e mental”, explicou o educador.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR