outubro26 , 2021

    ABSURDO: PM interrompe live solidária de Dedé Brasil e Antônio O Clone

    Veja também

    URGENTE: Motorista de ambulância sofre atentado no município de Maruim

    De acordo com informações, na manhã desta terça-feira, um...

    Polícia Civil inicia investigações sobre supostos maus-tratos contra animais em Aracaju

    Após denúncias encaminhadas à Delegacia de Proteção Animal e...

    Preços de gasolina e diesel aumentam hoje nas refinarias

    Os preços da gasolina e do óleo diesel vendidos...

    Foram registrados 18 novos casos de Covid-19

    A Secretaria de Estado da Saúde, através do boletim...

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Após recebem uma denúncia anônima relatando a existência de uma aglomeração de pessoas, neste domingo, 11, policiais militares lotados no 3° Batalhão (3°BPM), interromperam a realização de uma live solidária.

    O fato foi registrado no restaurante Ninkazi, em Itabaiana (SE), onde os cantores Dedé Brasil e Antônio O Clone gravavam a apresentação.

    Inconformados com a situação, os artistas lembraram que os estabelecimento possui capacidade para mil pessoas, no entanto, apenas 20 pessoas se faziam presentes.

    “Estamos impedidos de fazer shows, concordamos com isso devido a pandemia. Estamos mantendo o distanciamento e usando o álcool em gel, agora lembrando que os músicos estão passando fome e quem está matando a fome dos músicos somos outros artistas que se solidarizam e estamos sendo impedidos. Estamos fazendo live para levar comida pra casa e para os outros artistas”, relatou Dedé Brasil por meio de áudio divulgado nas redes sociais.

    - Advertisement -

    ASSISTA

     

    Segundo a PM, a live foi interrompida porque o estabelecimento comercial em que estava sendo realizada, tinha somente autorização (pelo decreto governamental em vigor) para funcionar aos finais de semana como ‘delivery’ de sua atividade finalística, que é o fornecimento de alimentação.

    Por Daniel Villas-Bôas/Xodó News