Uma notícia que ganhou repercussão nacional no inicio da manhã de hoje (22), um acidente gravíssimo envolvendo uma carreta, um ônibus e duas ambulâncias, no km 343 da BR-101, em Guarapari, no Espírito Santo, próximo a um posto de combustíveis.

As informações iniciais da PRF foi que uma carreta, que estava carregada com uma enorme rocha, seguia para o município de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado. Ela teria invadido a contramão e atingido de frente um ônibus da Viação Águia Branca com 31 passageiros, que voltava de São Paulo para Vitória. Atrás ainda estavam duas ambulâncias, uma da cidade de Jerônimo Monteiro, com seis ocupantes, e outra do município de Alfredo Chaves, com três.

O motorista da ambulância da Secretaria de Saúde de Jerônimo Monteiro foi identificado como Alicinaldo Zampili Vargas, de 36 anos. As outras cinco pessoas que estavam dentro do automóvel ficaram ilesas.

Algumas das pessoas foram arremessadas para fora dos veículos e outras, carbonizadas. Os feridos foram levados para os Hospitais da região de Vitória-ES e também para o município de Cachoeiro de Itapemirim.

A PRF informou ainda que foram cerca de 20 sobreviventes e cinco estavam em estado grave. Algumas foram retiradas com a ajuda de helicópteros da Polícia Militar.De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 19 vítimas estavam dentro do ônibus, um na carreta e outro conduzia uma das ambulâncias.

No início da noite saiu uma nova informação  que subiu para 21, o número de mortos no acidente.

Hipótese de falha mecânica

Ainda não houve conclusão sobre a causa do acidente, mas informações indicam que tenha acontecido uma falha mecânica na carreta, o que teria provocado um estouro de um dos pneus do veículo.

A hipótese teria sido identificada pela perícia da Polícia Civil, que está no local ainda à procura de novos corpos.

A Viação Águia Branca informou que ainda não será divulgada a lista de passageiros que estavam no ônibus. O trânsito no local continua interditado nos dois sentidos, e não há previsão de quando a pista será liberada.

Izaque Vieira/ Redação Portal Sou de Sergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR