Carlos Vinícios Ferreira Santos, de 18 anos, embarca nessa quarta-feira, dia 10 de agosto, para representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Informática (International Olympiad in Informatics) – IOI 2016, competição anual de programação para estudantes do Ensino Médio e do primeiro ano de graduação, que será realizada em Kazan, na Rússia, no período de 12 a 19 de agosto de 2016. Aluno do 3º ano do Curso de Informática do Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Aracaju, o jovem sergipano é um dos quatro brasileiros (junto a outros dois alunos do Ceará e um aluno de São Paulo) que participarão da competição.

Para conquistar a vaga e representar o Brasil na etapa internacional, \Vinícios disputou a seletiva nacional. No ano passado, ele conquistou a medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Informática – OBI, o que o habilitou a participar da seletiva para IOI. E, após alcançar êxito na competição, o aluno carimbou seu passaporte para a Rússia.

soudesergipe_tecnologia-vinicius-russia
Foto: Divulgação

A Olimpíada Internacional de Informática foi criada em 1989 e o Brasil começou a participar em 1999, com a criação da OBI. Em 17 anos, é a primeira vez que um estudante de Sergipe se classifica para a etapa internacional. Entre os quatro representantes brasileiros deste ano, Vinícius é o único de uma escola pública de ensino.

Nos últimos anos, Sergipe tem se destacado na OBI em número de escolas inscritas e em premiações. Há três anos seguidos, o IFS Campus Aracaju foi certificado como a escola com o maior número de participantes e maior premiação, sempre com alunos medalhistas nacionais.

Em 2014, participando pela primeira vez da Olimpíada Brasileira de Informática, Vinícios terminou a competição em 1º Lugar no Ranking Nacional, na Modalidade Programação Nível 1, conquistando a medalha de ouro. Por conta deste resultado, o estudante sergipano foi escolhido pela Fundação Estudar um dos 56 brasileiros Jovens Fora de Série.

A IOI é hoje a segunda maior olimpíada de conhecimento do mundo, atrás apenas da Olimpíada Internacional de Matemática, contando com a participação de mais de 80 países do mundo. Seu objetivo é promover o interesse na área de computação entre estudantes e desenvolver a tecnologia da Informação no currículo escolar. E também juntar estudantes talentosos de diferentes países, permitindo que eles compartilhem experiências culturais e científicas. Cada ano, a etapa internacional é realizada em um país sede.

Participam da disputa quatro competidores de cada país, selecionados através de competições nacionais. No caso do Brasil, a seleção é baseada nos resultados de uma seletiva realizada na Universidade Estadual de Campinas, São Paulo – com os competidores melhores colocados na Olimpíada Brasileira de Informática. A competição internacional foi criada pela UNESCO e é organizada por um comitê composto por professores de vários países. E a OBI é coordenada pela Unicamp/SP, que divide a organização do evento com delegados de todo o país.

A conquista do aluno Carlos Vinícios mostra o potencial do curso de Informática do IFS- Campus Aracaju e de seu corpo docente, elevando o nome do IFS, que é uma instituição pública e gratuita.

Talento

Desde os 16 anos, o filho mais velho do guarda municipal Carlos Antônio dos Santos (42 anos) e da dona de casa Edilene Ferreira Nunes dos Santos (41 anos), que reside no município de Nossa Senhora do Socorro, coleciona prêmios em competições nacionais.

Em 2014, participando pela primeira vez da OBI, na Modalidade Programação Nível 1 para alunos até o 2º ano do Ensino Médio, Vinícios terminou a competição em 1º Lugar no Ranking Nacional, dentre mais de 1800 candidatos, conquistando a medalha de ouro, premiada com um curso de programação avançada na Unicamp.

Em 2015, já participando da Modalidade Programação Nível 2 para alunos do 3º ano do Ensino Médio e 1º ano de Graduação, conquistou a medalha de prata e o direito de participar da seletiva para a IOI.

Alcançar o sucesso em eventos na área de Tecnologia da Informação tem sido uma constante na vida do aluno. Sempre entusiasmado e motivado por desafios, Vinícios, em maio deste ano, conquistou o 1º Lugar na Maratona de Programação (PROGBASE) da Escola Regional de Computação – ERBASE 2016 – juntamente com os alunos Welerson Augusto Lino de Jesus Melo e Paulo Henrique Rabelo de Souza, também do Curso de Informática do IFS Campus Aracaju, disputando com alunos de cursos técnicos e superiores dos estados de Sergipe, Bahia e Alagoas.

Também ficou em 1º Lugar no Desafio em Algoritmos, Combinatória e Otimização – DACO, realizado no mês passado em Porto Alegredurante o Congresso da Sociedade Brasileira de Computação, disputado entre alunos de Cursos Superiores e 1º ano de Mestrado.

Nos últimos meses, ele tem treinado resolvendo problemas das edições passadas da IOI e fazendo simulados de cinco horas de programação para acostumar-se com o tempo de prova, que costuma ser muito restrito.

“Estou animado com a oportunidade de participar desta olimpíada, pois estarei disputando com os melhores programadores de Ensino Médio do mundo e podendo conhecer uma cultura muito diferente da nossa. É a primeira vez que saio do meu país e torço para que seja uma experiência incrível. Espero ter um bom desempenho na competição e tenho me preparado bastante para isto”, disse Vinícios.

Potencial

O aluno, que ingressou no IFS Campus Aracaju em 2013, começou a tomar gosto pela Programação quando conheceu a linguagem Pascal, mas a motivação veio mesmo da professora Adriana Cavalcante Aguiar Carvalho, do Curso de Informática do IFS Campus Aracaju, que todo ano incentiva seus alunos a participar da Olimpíada Brasileira de Informática, promovida pela Sociedade Brasileira de Computação.

“Esperamos que nesta competição, o aluno Carlos Vinícios possa, mais uma vez, alcançar o sucesso e voltar da Rússia como um dos medalhistas. Uma medalha num evento como este pode abrir muitas oportunidades para ele, inclusive o ingresso em alguma importante universidade do mundo.”, afirma a professora.

Adriana, que é uma das delegadas da OBI no estado, afirma que a participação dos alunos em eventos desta natureza permite aos mesmos ampliar seus conhecimentos e enriquecer seus currículos, contribuindo para sua formação pessoal, acadêmica e profissional. E permite aos professores avaliar o curso e propor melhorias no currículo.

“Estou feliz e orgulhosa com mais esta conquista dele. É um aluno inteligente, dedicado e esforçado. Quando comecei a ensiná-lo programação, ele já demonstrava interesse em aprender mais. Está aí o resultado! Tenho certeza de que ele vai representar muito bem nosso Instituto, nosso estado e nosso país lá na Rússia. E espero que o sucesso dele sirva para inspirar outros alunos e motivar cada vez mais nós professores”, declarou Adriana.

“Agradeço a todos os professores da Coordenadoria de Informática, em especial à professora Adriana Cavalcante Aguiar Carvalho por toda ajuda e incentivo que tem me dado.”, acrescenta Vinícios.”

Via Infonet

Deixe seu comentário abaixo

Comentários