Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Audiência de Carlos Ferreira está marcada para o dia 14 de fevereiro. Radialista nega que tenha sido processado

A primeira audiência envolvendo o caso Carlos Ferreira está marcada para o dia 14 de fevereiro e prevista para iniciar as 09:05 da manhã, no 1° Juizado Especial Cível e Criminal de Nossa Senhora do Socorro.

Nesta primeira audiência, os envolvidos terão a oportunidade de realizarem uma conciliação amigável e o processo poderá ser extinto caso exista a composição consensual. Ou seja, se Henrique aceitar a proposta do seu desafeto.

Em nota, o radialista da Xodó negou que tenha sido processado e afirmou que a matéria anterior do Portal Sou de Sergipe seria de cunho inverídico. No entanto, Ferreira foi demandado judicialmente por ofender e denegrir a honra e a imagem do sindicalista Henrique Aragão.

No processo de número 201988700140 a defesa de Henrique afirma que o radialista usou o microfone da Xodó, durante o jornal em rede, para destilar predicativos desabonadores, chamando-o de “GOLPISTA, DE

SEM CREDITO, DE IMORAL, QUE HENRIQUE NÃO ERA NADA, REPETIDAMENTE NADA, CHAMA-O DE MENTIROSO, QUANDO FALA QUE O MESMO NÃO É LÍDER SINDICAL (SINDICAM/SE) LÍDER

COMUNITÁRIO, E QUE É UM VERDADEIRO GOLPISTA, QUE TEM O COSTUME DE ANDAR ATRÁS DE POLÍTICOS DE SERGIPE PARA PEDIR

FAVORES E DINHEIRO E DEPOIS, FALA MAL DOS POLÍTICOS”.

Se condenado, Ferreira poderá ter que indenizar Henrique com uma quantia de 30 mil reais, além de se retratar publicamente das ofensas ditas ao vivo durante o Jornal da Xodó em Rede.

COMENTE!