outubro17 , 2021

    AVANTE TOURO: Atlético perde mais uma e técnico começa a balançar no cargo

    Veja também

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

     

    Tourenses do Sertão, após marcar apenas um ponto na competição, a equipe do Atlético Gloriense entrou em campo na tarde do último sábado, 13, no Estádio Editon Oliveira da Silva, para tentar sua primeira vitória.

    Ao contrário do GE (Globo Esporte), vimos um primeiro tempo movimentado, com domínio total da equipe Gloriense, que tentava jogar pelos lados do campo, mas não conseguia finalizar o último passe.

    Logo aos 30 segundos de jogo o camisa 10 do Atlético tentou um chute, mas foi para fora. A equipe de Lagarto não deu trabalho e ficou presa na forte marcação da equipe montada pelo técnico Caio Simões.

    - Advertisement -

    A única coisa que o Lagarto tentou foi um cruzamento que passou na frente do Madacaru, que não conseguiu alcançar a bola.

    Quando tudo encaminhava para terminar um primeiro tempo sem grandes emoções, o zagueiro Alisson acreditou em uma bola praticamente perdida e acabou sofrendo pênalti. O camisa 11 Gustavo pegou a bola para bater, mas foi impedido por Jean, que assumiu a responsabilidade e chutou a bola na trave.

    Mesmo jogando com intensidade o primeiro tempo, a equipe de Glória sofria na lentidão da transição comandada por Jean, que tomou muitas bolas nas costas, sem contar o “apagão” do atacante Muribeca, que foi o pior jogador da partida.

    Na etapa complementar o técnico Betinho de Lagarto, fez quatro mudanças e aos 11 minutos Júnior Mandacaru, recebeu um cruzamento de Rhuan e mandou a bola para o fundo da rede, 1 a 0 Lagarto.

    Aos 16 minutos, após falta sofrida por Valdeir, Lucena cobrou e acabou desviando na barreira, indo para o fundo do gol, 2 a 0 Lagarto.

    Aos 30 minutos do segundo tempo, o técnico Caio Simões tirou o apagado Muribeca e colocou o zagueiro Cirilo, nesse momento a torcida do “gaiolão” reclamou bastante, até a imprensa que fazia a cobertura do jogo não entendeu a mudança.

    No final da segunda etapa, Maxsuel tentou diminuir o placar, mas foi parado pelo goleiro Fábio. E foi só.

    Com mais um resultado negativo, o Atlético Gloriense fica em terceiro lugar na classificação e o técnico Caio Simões começa a balançar no cargo.

    Foto: Vieira Neto

    NOTAS

    1 –Goleiro Clezio (Sem culpa nos gols, fez uma defesa incrível no final da partida, 5,0)

    2 – Talles (Partida discreta com cobranças de lateral que oferecia perigo, 4,0)

    3 – Alisson (sofreu pênalti, seguro na zaga, 5,0)

    4 – Jefinho (Não comprometeu, 4,0)

    5 – Elisson (Marcação segura, mas peca no passe, Nota 4,0)

    6 –Maksuel (Sofreu com a falta de ajuda no setor de marcação, Nota 3,5)

    7 – Biro Biro(Melhor jogador da equipe, as vezes parecia que estava em outro time devido comprometimento e entrega, Nota 7,5, pela estreia)

    8 – Ramalho (Lento e ao lado de Jean e Muribeca foi um dos piores em campo, Nota 3,0)

    9 – Muribeca (Apagado, sem vontade, parecia estar o mundo da lua, Nota 1,0)

    10 – Jean (Tentou alguns lances, mas peca muito no último passe, um camisa dez não pode jogar de cabeça baixa o tempo todo. Perdeu o pênalti que poderia ter mudado a história do jogo, Nota 2,0)

    11 – Gustavo (Partida mediana, nota 4,0, pelo primeiro tempo)

    17 – Lucas (Entrou aos 15, tentou alguns lances, mas não comprometeu, Nota 4,0)

    18- Carangueijo (Estabanado, dificuldade para dominar a bola, precisa treinar mais, Nota 2,0)

    13- Cirilo (Entrou no final do jogo, sem nota)

    Técnico: Caio Simões (Saiu criticado pela torcida, fez uma mudança que ninguém entendeu, mas não é o único culpado pelo resultado, Nota 3,0)

     

    * O Atlético Gloriense volta campo na próxima terça-feira às 15h15, contra o Maruinense. A partida será realizada nos domínios da equipe de Maruim.