fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Balança comercial sergipana registra superávit em junho

soudesergipe-balança-comercial-sergipana

Análise realizada pelo Centro Internacional de Negócios – CIN/SE da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), com base nos dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), observou-se que as exportações, no sexto mês do ano, superaram os US$ 8,6 milhões, enquanto as importações sergipanas ficaram em US$ 8 milhões. Com este resultado, a balança comercial de Sergipe registrou, no mês analisado, um superávit (saldo positivo) de US$ 593,6 mil, o primeiro superávit desde setembro de 2015.

No primeiro semestre de 2016 (entre janeiro e junho), as exportações alcançaram US$ 37,6 milhões, crescendo 13,5% em relação ao mesmo período de 2015. Já as importações acumularam, nos seis primeiros meses do ano, mais de US$ 70,3 milhões, o que representa uma queda de 65%, ante o mesmo período do ano passado. Por fim, o saldo da balança comercial continua deficitária em, aproximadamente, US$ 33,6 milhões.

Produtos comercializados e parceiros comerciais
Desde o início do ano, Sergipe vendeu mais de 90 produtos ao exterior. Se destacaram as vendas de Sucos de laranja, congelados, não fermentados e Sucos de abacaxi, que responderam, respectivamente, por 37,7% e 19,3% do total exportado por Sergipe no período em análise. O principal comprador dos sucos de laranja e dos sucos de abacaxi sergipanos foram os Países Baixos (Holanda). Outros produtos também foram vendidos em grandes quantidades pelo estado, nesse período, como foram os casos de calçados, polainas e artefatos semelhantes e suas partes que somou US$ 3,4 milhões; e os açúcares, que somou US$ 1,9 milhão. Os cinco produtos mais vendidos por Sergipe compõem 79,5% da pauta exportadora do estado.

No tocante às importações do estado, no primeiro semestre do ano, destacam-se as compras do Diidrogeno-ortofosfato de amônio (US$ 10,5 milhões), do trigo (US$ 9,7 milhões), do Sulfato de amônio (US$ 6 milhões) e do Coque de petróleo (US$ 3,7 milhões), que em conjunto responderam por 41,3% do total das compras sergipanas. Analisando os países de destino dos produtos sergipanos, destacaram-se, nos primeiros seis meses do ano, as vendas para os Países Baixos (Holanda) com US$ 17,8 milhões, em seguida aparecem a Colômbia (US$ 5,1 milhões), os Estados Unidos, Bélgica e Itália, com US$ 1,8, US$ 1,2 e US$ 1,1 milhão cada, respectivamente. No que se refere aos fornecedores, os principais países de origem das compras estaduais, em igual período, foram os Estados Unidos (US$ 15,1 milhões), a Rússia (US$ 7,9 milhões), a Argentina (US$ 7,8 milhões), a China (US$ 7 milhões) e Marrocos (US$ 5,3 milhões), esses cinco países responderam por 60,3% das importações sergipanas.

Via Boletim Econômico/FIES

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação

Política de Privacidade e Cookies
%d blogueiros gostam disto: