A Baleia azul é um jogo que não existe oficialmente, pois não há um site ou coisa assim. É uma iniciativa de criminosos que usam as redes sociais para impor desafios macabros a crianças e adolescentes. Um grupo de organizadores, chamados “curadores”, propõe uma sequência de missões que envolvem isolamento social, automutilação e suicídio.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) informou nesta terça-feira (18) que foram realizadas buscas em dois endereços localizados nos bairros Jabotiana e Luzia em Aracaju (SE).

Os alvos não foram encontrados nos locais indicados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, que deflagrou uma operação no RJ e em outros oito estados contra o jogo da Baleia Azul, uma corrente que tenta induzir virtualmente seus participantes, a maioria menores de 16 anos, ao suicídio através de 50 desafios.

Em Sergipe, essa operação foi desencadeada pela Delegacia Especial de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) e Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), e teve como alvo um casal que vinha sendo investigado por envolvimento com essa modalidade criminosa. A SSP de Sergipe informou que os suspeitos foram localizados em São Paulo e encaminhados à delegacia de polícia local.

Os agentes tentaram cumprir 24 mandados de busca e apreensão no Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, além de um mandado de prisão a ser cumprido no Rio de Janeiro.

Fonte: G1

Izaque Vieira / Redação Portal Sou de Sergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários