Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Projeto de Coletânea com músicas autorais de reggae torna-se realidade em Sergipe

Visando o fortalecimento da cena reggae no estado, a 1ª Coletânea de músicas autorais do estilo reggae, traz consigo a marca da valorização dos nossos artistas com objetivo de levar até o público sergipano o que se tem de melhor nesse gênero musical que faz parte da nossa cultura.

A produção executiva e curadoria está sob a responsabilidade do nobre Pedro Neto Daressy. O projeto ainda teve apoio importantíssimo do Professor Antônio Bittencourt Júnior.

Segundo Pedro Neto, as manifestações culturais em Sergipe, especificamente o reggae, precisam urgentemente de ações como esta, no sentido de valorizar nossos artistas, fortalecendo assim a cena reggae no estado.

Na primeira coletânea de reggae, serão apresentados canções das bandas Sertão Roots, Reação, Sossego em Jah, Manifestação, Místicos, Missionários do reggae, Sisal Roots, Guerreiros Revolucinários e ainda uma homenagem ao irmão Tonho Baixinho (in memorian).

“Essa é uma coisa inédita, para que as pessoas possam refletir, que os sonhos possam se tornar realidade, servindo de reflexão no combate a intolerância e racismo”. Afirmou Pedro Neto.

Ainda seguindo ele, apesar do apoio importantíssimo do Professor A. Bitencourt, as dificuldades foram imensas, mas o sonho já se torna realidade e em breve acontecerá o lançamento dessa relíquia musical.  O cd vai trazer uma coletânea de 10 músicas autorais das principais bandas de reggae de Sergipe, e sendo na verdade é uma linda poesia levada ao público através das rádios , Tv públicas e a imprensa como todo.

O Estado de Sergipe, sempre se destacou por ter excelentes bandas de reggae e também nos diversos estilos musicais. Infelizmente historicamente os artistas locais não são incluídos nos eventos e na mídia de forma geral por conta de uma velha mentira “santo de casa não faz milagres”.

Essa deficiência tem trazido diversos problemas e grandes prejuízos na questão do processo de fortalecimento da nossa cultura, pois as pessoas além de sofrerem um processo de “desaculturação” acabam absorvendo pouco para o gosto musical não tendo de fato, acesso ao processo de uma cultura musical apurada.

“Enquanto imperar a filosofia de que há uma raça inferior e outra superior o mundo estará permanentemente em guerra”.

Haile Selassie

Izaque Vieira / Redação Portal Sou de Sergipe

COMENTE!