NOTA DA ASSESSORIA

O Radialista da Rio FM Anselmo Tavares, avisa que foi cometido um equívoco com relação a matéria postada hoje pelo Portal Sou de Sergipe, aonde cita a sua divergência com o prefeito de Graccho Cardoso, Cassinho de Quixabeira.

Que, não houve condenação no processo movido pelo prefeito contra o radialista, o empresário Teixeira Caminhões e a Rio FM, pois apenas houve uma audiência de conciliação e outrossim, o citado radialista foi muito bem recepcionado pela família do prefeito Cassinho, a exemplo da sua esposa e do seu genitor, o senhor Quixabeira.

De sorte que, o referido radialista pede que o equívoco seja corrigido em tempo hábil, para que ele não faça uma advertência no ar ao repórter que a escreveu, pois seria muito constrangedor ao mesmo ou recorra aos meios judiciais para que ocorra tal retratação.

Por conseguinte, o radialista agradece o termo de “Avassalador” usado para o mesmo, mas dentro da sua humildade, pede que seja tratado apenas, como um mero comunicador, secretário do povo e líder de audiência!     

NOTA DO RADIALISTA

Eu, Anselmo Tavares, radialista da Rádio Rio FM de Porto da Folha-SE, venho por intermédio desta, para informar que foi cometido um equívoco com relação a minha pessoa numa matéria do Portal Sou de Sergipe, sob a responsabilidade do jornalista Welder Ban, aonde o mesmo, de maneira imprudente citou uma suposta divergência minha com o prefeito de Graccho Cardoso, inclusive que houve uma condenação num processo criminal movido por aquele prefeito contra a minha pessoa, o empresário Teixeira Caminhões e a Rio FM.

Quero esclarecer que, em momento algum houve qualquer tipo de condenação à minha pessoa, a pessoa do proprietário da rádio ou a própria emissora de rádio. Apenas houve uma audiência de conciliação e outrossim, não existe clima de animosidade entre as partes, porque recentemente, este radialista apresentou um programa direto de Graccho Cardoso e na casa do citado prefeito, aonde este radialista foi muito bem recepcionado pela família do prefeito Cassinho, a exemplo da sua esposa e do seu genitor, o senhor Quixabeira.

De sorte que, o referido radialista solicita ao Portal Sou de Sergipe, que corrija o equívoco cometido e reproduza esta minha resposta em seu portal, a título de direito de resposta, a fim de que este mal-entendido não venha a parar nas barras do judiciário.

Por conseguinte, na certeza de poder contar com a vossa colaboração ao nosso pleito, atenciosamente subscrevemo-nos,

José Anselmo Tavares

Radialista da Rádio Rio FM
 

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..