VOLTOU A ATACAR!

O vereador Júnior Farias voltou a atacar a coluna Panorama Político na última sessão da Câmara de Vereadores de Monte Alegre. O parlamentar acusa este colunista de ficar inventando histórias com a intenção de denigrir a imagem de alguns vereadores, inclusive ele.

Júnior ataca, agride e repudia com ódio toda informação postada na Coluna Panorama Político que é publicada em quatro conceituados sites do estado de Sergipe. O parlamentar age como se tivesse algo pessoal contra este jornalista e não aceita as críticas mesmo sendo uma pessoa pública, com mandato de vereador.

REVOLTADO!

Com discurso inflamado, o parlamentar usa dos seus argumentos incoerentes, sem nexo, base ou fundamento lógico para tentar macular a imagem deste profissional. Ele age como um animal que busca incansavelmente satisfazer seu instinto de caçador, se utilizando de um discurso de ódio com o objetivo de tentar calar a imprensa.

TUDO ESTÁ GRAVADO!

Este colunista acompanha todas as sessões pelo aplicativo da Câmara no celular e no site. Tudo o que se passa no plenário é gravado e posteriormente analisado para produção textual da Coluna Panorama Político. Sendo assim, não é conversa do “disse e me disse”!

PURO DESCONHECIMENTO DE CONJUNTURA JURÍDICA

O vereador fala que todo jornalista deve informar sua fonte. Ora, o parlamentar demonstra claramente não saber nada sobre Constituição Federal e prerrogativas do jornalista. Se soubesse, não estaria na câmara jogando conversa ao vento.

Só a ponto de esclarecimento e para que o vereador não volte a cometer gafes, segue:

Art. 5º, inciso XIV – é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional.

O STF também já deu parecer a respeito da liberdade de imprensa em recurso extraordinário com agravo 722.744. O relator foi o Ministro Celso de Melo, segue um trecho:

“Não caracterizará hipótese de responsabilidade civil a publicação de matéria jornalística cujo conteúdo divulgar observações em caráter mordaz ou irônico ou, então, veicular opiniões em tom de crítica severa, dura ou, até, impiedosa, ainda mais se a pessoa a quem tais observações forem dirigidas ostentar a condição de figura pública, investida, ou não, de autoridade governamental, pois, em tal contexto, a liberdade de crítica qualifica-se como verdadeira excludente anímica, apta a afastar o intuito doloso de ofender”.

QUE SIRVA COMO LIÇÃO

Espero que dessa vez o parlamentar aprenda e deixe a imprensa trabalhar livremente. Que sirva também de exemplo para os demais políticos gostam de perseguir os jornalistas que vivem a trabalhar de maneira digna informando toda a sociedade dos fatos que ocorrem no cotidiano.

PROCESSOS

Este colunista tem conhecimento das ameaças de processos de alguns políticos contra os colegas de imprensa. Não é o caso deste vereador citado acima, mas vale lembrar que, ameaçando prestar queixa-crime, não vai mudar o posicionamento do profissional. Procurem trabalhar! Vocês ganham bem para isso.

Welder Ban – Xodó FM | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.