Doadores de sangue somam 1,6% da população; jovens são maioria

O técnico em radiologia Dário Tomaz dos Santos tem 30 anos e, há pelo menos 15, doa sangue regularmente. Ele conta que aprendeu a importância do gesto assim que chegou ao mundo, já que sua mãe teve complicações durante o parto e precisou receber transfusão de sangue ainda na maternidade.

“A ideia é ajudar quem precisa. Uma coisa tão simples, mas que pode salvar vidas e realizar o sonho de muita gente. É fazer o bem sem olhar a quem. É isso”, afirmou o técnico. “E, aproveitando o clima de Copa do Mundo, acho que marquei um golaço”, brincou, em alusão à doação.

Dados do Ministério da Saúde mostram que, atualmente, 1,6% da população brasileira doa sangue – o que significa um índice de 16 doadores para cada grupo de mil habitantes. Jovens com idade entre 18 e 29 nos, segundo a pasta, são maioria – respondem por 42% do total de doações registradas no país. O percentual de doadores (1,6%) está dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da população, segundo o ministério. Porém, o governo quer aumentar o número de doadores.

No Dia Mundial do Doador de Sangue, lembrado hoje (14), o ministério lançou, na Fundação Hemocentro de Brasília, uma campanha para homenagear doadores e sensibilizar novos voluntários. Nesta época do ano, é comum uma baixa nos estoques de sangue em razão da proximidade das férias escolares e das festas de São João, além da chegada do inverno.

Em 2017, 3,3 milhões de pessoas doaram sangue e 2,8 milhões fizeram transfusão sanguínea no país. Do total de doadores, 60% são homens. O país conta com um total de 32 hemocentros coordenadores e 2.034 serviços de hemoterapia. A previsão para 2018 é de investimentos na ordem de R$ 1,3 bilhão na rede de sangue e hemoderivados.

Condições para doar

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para menores de 18 anos, é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos.

Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum.

No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto. A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Veja também

Últimas notiicas

Sergipe registra oito novos casos de covid-19 e um óbito neste sábado

A Secretaria de Estado da Saúde, através do boletim epidemiológico, informou que neste sábado (27), foram registrados oito novos casos de covid-19 e um...

CANINDÉ: Duas pessoas morrem após carro cair em riacho

No início da noite deste sábado, 27, uma forte chuva caiu no município de Canindé do São Francisco. Ruas ficaram alagadas e diversos imóveis...

Polícia Civil prende suspeito de cometer estupro de vulnerável em Itaporanga D’Ajuda

Na tarde de quinta-feira (25), policiais civis da Delegacia de Itaporanga D'Ajuda prenderam em flagrante um homem suspeito de cometer o crime de estupro...

Polícia Civil prende homem por estupro de vulnerável em Estância

Policiais Civis da Delegacia Regional de Estância prenderam na tarde desta sexta-feira (26), Erinaldo Nunes Filho, pelo crime de estupro de vulnerável. De acordo com...

Avicultura ganha Centro global de pesquisas da Trouw Nutrition com foco na redução do uso de antibióticos

Localizado na Espanha, o centro é responsável por análises que vão desde observações de rotina, como o desempenho animal e a qualidade da carcaça,...