Por causa do período eleitoral, as gráficas trabalham a todo o vapor para atenderem a demanda dos clientes formados por candidatos e partidos políticos, que entraram na disputa eleitoral na capital e interior sergipano.

soudesergipe-eleicoes-graficas-movimentaO empresário Hudson Aragão Moura e o sócio dele montaram uma gráfica há nove anos e toda eleição é sempre uma correria para atender os pedidos. Entre os materiais mais procurados estão os santinhos, perfurados para carros e adesivos. “O movimento começou mesmo no dia 10, em função da liberação do CNPJ dos candidatos, e a procura está intensa, mas ainda assim é 20% menor que a última campanha”, informou.

Rodrigo Tavares Andrade, que é diretor comercial de uma gráfica com mais de 50 anos de fundação na capital, conta que os 40 funcionários também estão na correria para entregar as encomendas em um menor espaço de tempo. Por lá, o lucro também será afetado.

“Como o período de campanha reduziu tivemos uma queda nos pedidos e consequentemente nas finanças em cerca de 50%. Por isso, mantivemos o mesmo número de funcionários”, pontuou o diretor comercial.

Reforma Eleitoral
Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a redução no tempo de campanha de 90 para 45 dias, iniciado no dia 16 de agosto, foi provocada pela Reforma Eleitoral. Com ela, também foi alterada a propaganda no rádio e na TV, de 45 para 35 dias, e começa na sexta-feira (26).

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

FONTEG1 SE
COMPARTILHAR