setembro23 , 2021

    Em 24 horas, Polícia Civil prende três suspeitos de violência doméstica em Aracaju

    Veja também

    Duas mulheres são presas por tráfico no Sertão Sergipano

    Policiais militares do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º...

    Acusado de atirar em delegado se entrega na Bahia

    Wellington de Carvalho Bispo se entregou à polícia na...

    Adolescente de 14 anos e homem de 35 são executados a tiros

    Paulo do Nascimento Santos, 35 anos de idade e...

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Equipes da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) realizaram duas prisões nesta terça-feira (17) e outra na segunda-feira (16). A primeira ocorreu em flagrante, quando os policiais presenciaram um homem tentando agredir a ex-companheira com um pedaço de madeira em via pública, no Centro de Aracaju. Já a segunda, em cumprimento a mandado de prisão, no bairro São Carlos, também na capital sergipana.

    De acordo com as investigações, referentes ao cumprimento do mandado, o agressor no dia 3 de agosto, esteve na residência de sua ex-companheira, onde na presença do filho do casal, portador de autismo, adentrou o imóvel e passou a ofendê-la com palavras vulgares e afirmando que iria postar fotos íntimas nas redes sociais.

    Na data do crime, o investigado afirmou que a vítima merecia ser atingida por disparo de arma de fogo no rosto. Ele ainda ameaçou atear fogo em seus pertences pessoais. Em seguida, ele saiu do local, mas depois, retornou, puxou uma faca da cintura e apontou para a vítima, afirmando que poderia voltar para atingi-la.

    Ainda conforme o apurado, a criança começou a gritar, o investigado foi embora, mas, posteriormente, retornou mais uma vez e desferiu murros na face da vítima, a qual caiu no chão, vindo a sofrer vários chutes do acusado, o qual ainda rasgou as roupas dela. O homem foi preso e encontra-se à disposição da Justiça.

    - Advertisement -

    No dia 16, um homem que manteve a companheira em cárcere privado e raspou sua cabeça e sobrancelhas foi preso em cumprimento a mandado de prisão. Na época do crime, ele foi preso em flagrante, mas foi liberado com o uso de tornozeleira eletrônica. Após o descumprimento de medidas protetivas, a prisão preventiva foi decretada e a cumprida na segunda-feira.