outubro16 , 2021

    Empate com sabor de derrota, mesmo com o Boca fazendo corpo mole

    Veja também

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Tourenses do Sertão, empate como sabor de derrota em partida movimentada no Estádio de Futebol Editon Oliveira da Silva em Nossa Senhora da Glória, entre as equipes do Atlético Gloriense e Boca Junior.

    Com a equipe de Glória buscando o ataque, o primeiro tempo foi marcado pela “inhaca” (explico mais a frente) do Boca, que foi ofereceu perigo apenas uma vez ao goleiro Clésio Vaqueiro.

    A equipe entrou em campo com algumas novidades, entre elas as voltas de Jean e Biro Biro como titulares. O primeiro nos primeiros minutos até tentou alguma coisa, mas sumiu na partida e acabou sendo substituído, já Biro Biro não conseguiu repetir a boa atuação do jogo anterior.

    Já no segundo tempo a equipe do Boca voltou “mais disposta” e conseguiu nivelar o jogo, mas aos 46 do segundo tempo o zagueiro da equipe de Cristinápolis colocou a mão na bola (estranhamente) e o árbitro marcou acertadamente o pênalti.

    - Advertisement -

    Muribeca que tinha marcado da outra vez, assumiu a reponsabilidade, mas não viu o canto esquerdo aberto, que o goleiro tinha deixado o canto aberto e acabou chutando para fora.

    O goleiro da equipe do Boca Júnior ainda pulou no mesmo canto e comemorou empate como se fosse uma vitória.

    EXPLICO AGORA

    De acordo com informações, a equipe do Boca Junior estaria com três meses de salários atrasados e um fato chamou a atenção. Uma “maquininha” estava pagando acima de R$ 4,00 pela vitória do Atlético no primeiro tempo, mas ESTRANHAMENTE cancelaram os jogos.

    No momento do pênalti é possível  ver duas pessoas da comissão técnica do Boca que estava atrás do gol nem comemorou o pênalti perdido pela equipe adversária aos 49 minutos do segundo tempo.

    O entendimento está com vocês, caros torcedores.

    NOTAS

    1 – Clézio (Partida segura, um susto apenas, nenhuma defesa difícil, 5,0)

    2 – Talles (Primeiro tempo normal, mas no segundo se agigantou, 7,0)

    3 – Alisson (Abusou da ligação direta, mas não comprometeu, 4,0)

    4 – Thiago (Quase dava a paçoca no segundo tempo e estraga a bela partida que fazia, 4,0)

    5 – Elisson (Melhor jogador em campo, o coração do time, 8,0)

    6 – Maksuel (Foi bem hoje, 5,0)

    7 – Biro-Biro (Não conseguiu repetir a atuação que fez quando entrou no segundo tempo contra o Dorense, 3,0)

    8 – Ramalho ( As vezes ele parece ser mais lento que o normal, mas tem feito boas partidas, ontem não comprometeu, 4,0)

    9 – Muribeca (Com o goleiro dizendo: “Faça”, não pode perder um pênalti daquele, precisa mudar de canto as vezes, 1,0)

    10 – Matheus (Oscilou em muitos momentos da partida, 4,0)

    11 – Jean (Não é pegação de pé, mas Jean precisa tratar o pé, errou praticamente tudo que tentou, 3,0)

    ENTROU

    13 – Kiev (Parecia que tinha entrado em outra partida, 3,0)

    17 – Rayamerson (Não ajudou muito, 3,0)

    Técnico: Carlos Alberto Dias, entrou com uma equipe diferente e com variação tática, mas não foi o suficiente para sair com a vitória que colocaria o time na briga, 5,0)

    Próxima partida será contra a equipe queridinha da federação no sábado (17) , no Editon Oliveira da Silva.

    FATO DECEPICIONANTE

    Mais uma vez a torcida do Gaiolão foi impedida de assistir o jogo.

    CLASSIFICAÇÃO
    1 Itabaiana 18
    2 Sergipe 9
    3 Atlético Gloriense 5
    4 Freipaulistano 5
    5 América de Pedrinhas 1