Quem lembra do album “Lute para Viver” do Cidade negra?

Esse álbum marcou o inicio da década de 90 e lançou para o mundo a Banda Cidade Negra que rapidamente se transformou uma febre nacional com os vocais do grande Ativista e Artista Ras Bernardo.

Se alguém for contar a história do reggae no Brasil terá que, obrigatoriamente, mencionar o nome desse verdadeiro Ícone do reggae nacional. Não dá para falar de um sem citar o outro, são histórias que correm juntas ao longo do tempo em solo brasileiro.

Tudo se iniciou no ano de 1983 com junção de Ras Bernardo a Bino Farias, Lazão e Da Gama surgindo assim o Lumiar (primeiro nome da banda Cidade Negra), os jovens eram abastecidos pela paixão em comum pelo ritmo jamaicano, Bob Marley, em especial, pela música brasileira como Tim Maia e pelo funk e soul dos anos 1970, além de grandes clássicos do rock como Led Zeppelin.

Na época em que esteve a frente da Banda Cidade Negra, dele se destacaram principalmente os hits “Falar a Verdade”, “Mensagem”, “Nada mudou” que por um bom tempo foram numero um nas paradas de todas as rádios do Brasil. Com Ras Bernardo no vocal, o Cidade Negra inicia sua bem-sucedida carreira nacional e internacional.

Veja o vídeo do Cidade Negra:

Em 1992 o Cidade abriu o show do Steel Pulse na França, com excelente repercussão junto à platéia 100% gringa. Meses depois, tornaram-se a primeira banda brasileira a pisar no palco sagrado do Sunsplash, o mais importante festival da Jamaica.

Em turnê pelos Estados Unidos eles passaram por Boston, Nova Iorque (no tradicional Sounds Of Brazil) e Miami, onde se apresentaram ao lado de Ziggy Marley. Ras também se apresentou com as bandas as KMD-5 (futura banda Negril), Ubandu du Reggae e Don Luiz Rasta.

Participou dos dois primeiros álbuns do Cidade Negra: Lute para viver (1990) e Negro no Poder (1992), em 1994, Ras sai do grupo e em seu lugar, entrar o cantor Toni Garrido, ex-vocalista da banda Bel.

Em 1996, gravou seu primeiro álbum solo: “Atitude pátria”, Em 2006, participou da coletânea Brasil Riddims volume 1 da gravadora Digitaldubs com a canção “No morro não tem play”, no ano seguinte, participa de outra coletânea da mesma gravadora: “Diáspora riddims e lança seu segundo álbum solo, “Jah é luz’, e em de 2012 , após um atentado lança o álbum “Direção ao leste” e até os dias atuais está na ativa, cantando e encantando o povo brasileiro com suas belas canções.

 

Aprenda a tocar violão e guitarra

A entrevista

Portal Sou de Sergipe: Grande Mestre Ras Bernardo Saudações de Todos os Sergipanos e amantes da música reggae de qualidade. O público Sergipano possui um carinho muito grande por ti e é muita satisfação está conversando um pouco sobre sua história na música.

Ras Bernardo: Salve, Salve galera de Sergipe, adoro todos vocês de coração e para mim é mais que uma satisfação falar um pouco sobre minha história de vida.

Portal Sou de Sergipe: Fale um pouco sobre suas origens.

Ras Bernardo: Meu nome de registro é Francisco Bernardo Rangel, nasci no ano de 1962 no Paraná mas me criei em Belford Roxo no estado do Rio de Janeiro onde passei maior parte de minha vida.

Portal Sou de Sergipe: Como iniciou a sua história musical?

Ras Bernardo: No inicio da década de 1980, fui convidado para integrar a banda de reggae Novo Tempo, formada por Bino Farias, Lazão e Da Gama, logo em seguida, a banda passou a se chamar Lumiar e depois, Cidade Negra.

Portal Sou de Sergipe: Você escolheu o reggae ou reggae te escolheu?

Ras Bernardo: Cara o reggae me escolheu. A minha relação com o reggae foi algo realmente preparado por Deus, pois apesar das dificuldades a união o respeito que cada um tinha com outro na banda, fez nossa música chegar “aos ouvidos” do publico brasileiro e também do publico internacional muito rápido.

Portal Sou de Sergipe: Como foi sua experiência no Cidade Negra?

Ras Bernardo: Foi magnifico fazer parte da história do Cidade Negra. Eu era funcionário de uma firma há 8 anos e larguei tudo para apostar na banda que graças a Deus caiu no gosto musical dos brasileiros e foi uma experiencia onde fui projetado para o cenário nacional e mundial do reggae.

Portal Sou de Sergipe: Sabemos que o Cidade estava no auge da carreira, mas repentinamente, no ano de 1994 você deixou a banda e seguiu carreira solo assustando todos os fãs. O que realmente aconteceu?

Ras Bernardo: Eu mesmo tomei a decisão de sair, pois naquela ocasião eu senti que não estava sendo importante pelo fato deles quererem aderir uma nova proposta “pop”, e como eu não estava me identificando com “nova proposta”, preferi sair e continuar cantando aquilo que sempre cantei, tocando nas questões sociais e siceramente sair muito feliz e seguro sobre a minha decisão.

Portal Sou de Sergipe: Você sentiu medo do destino, ao sair de uma banda já consagrada para encarar uma nova realidade seguindo carreira solo?

Ras Bernardo: Não, nunca tive medo de nada pois também quando fui integrar o cidade negra eu era funcionário de firma e larguei tudo para acreditar na banda. Quando não deu para continuar no Cidade Negra, acreditei que era isso que eu deveria e seguir e graças a Deus ainda hoje vivo da música e cada dia é um novo desafio.

Portal Sou de Sergipe: Você já esteve aqui no Estado de Sergipe?

Ras Bernardo: Sim, já estive algumas vezes quando ainda fazia parte do Cidade Negra. Mas depois que segui carreira solo ainda não tive o privilégio de retornar a esse lindo estado que possui uma cultura muito rica e pessoas agradáveis.

Portal Sou de Sergipe: Sabemos que quando você visita algum estado para fazer shows, sempre existe uma parceria com bandas locais. Aqui em Sergipe, já existe alguma parceria nesse sentido para uma possível turnê pelo estado?

Ras Bernardo: Aí em Sergipe venho acompanhando o trabalho há um certo tempo da Banda Sertão Roots que vem se destacando dentro e fora do estado com sua musicalidade única. Pretendo ser acompanhado por eles e desde já garanto que vamos fazer uma excelente parceria.

Portal Sou de Sergipe: Ras, nós agradecemos de coração pela sua valiosa atenção. Realmente além de um grande cantor, um ser humano fantástico que nos atendeu humildemente.

Ras Bernardo: Fico muito feliz pela oportunidade que o Portal Sou de Sergipe está me proporcionando em poder falar um pouco do meu trabalho para esse público sergipano que amo de coração. Em breve estaremos juntos!! Jah Bless

Acompanhe o trabalho do Ras Bernardino através do seu site pessoal Clique Aqui

Izaque Vieira / Redação Portal Sou de Sergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR