Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Georgeo cobra do Governo respostas sobre a situação dos trabalhadores da FHS

Atendendo uma decisão da Justiça Federal, no final deste mês de março, se encerra o contrato entre o Governo do Estado (SES) e a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) – órgão que durante muitos anos foi o responsável pela saúde pública em Sergipe. E o deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, está preocupado com o futuro dos trabalhadores da entidade.

O parlamentar usou o grande expediente da sessão plenária desta segunda-feira, 25, para cobrar do Governo uma posição sobre como ficará a vida desses servidores a partir do próximo mês. “São mais de 6 mil pais e mães de famílias que aguardam ansiosos por uma resposta direta sobre como ficará o seu vínculo”, afirmou.

Durante sua fala, Georgeo lembrou que em setembro do ano passado foi votada e aprovada na Assembleia Legislativa a Lei nº 8.470/2018, que prometeu resolver a condição dos funcionários da FHS após o encerramento do contrato com o Estado. Ficou determinado que os trabalhadores passariam a integrar um “quadro especial em extinção” dentro da Fundação, mas que seriam cedidos para SES.

Contudo, o deputado assegurou que o Estado não se pronunciou mais sobre essa transição. “A Lei deixou alguns pontos que precisam ser desenvolvidos. E todos esperam informações sobre como como estão essas lacunas”, cobrou. Georgeo alertou sobre o caos que pode se instaurar na saúde caso não haja uma solução eficaz para esses trabalhadores.

“Estamos tratando das pessoas que tocam a saúde pública em Sergipe. Se houver algum problema com essa mão de obra, não temos pessoas para suprir essa demanda. Tratam-se de vidas e por isso precisamos ter muita responsabilidade. Esperamos que haja algo planejado para que o Governo dê algo que a população espera”, completou o parlamentar.

Georgeo cobrou também respostas sobre como ficará a situação dos fornecedores da Fundação que até hoje aguardam pagamento. “A FHS praticamente ficará extinta. O Estado vai instituir o calote?”, questionou. Diante de tantas dúvidas, e pela relevância do tema, o parlamentar solicitou a atuação da Assembleia. “Esperamos que essa Casa não se cale. Que os membros da Comissão de Saúde procurem respostas para que a gente possa dar para a população”, finalizou.

Cidadania 23

Georgeo Passos usou o pequeno expediente da sessão para comentar sobre as mudanças no PPS, futuro partido do parlamentar. Após um congresso extraordinário realizado em Brasília na semana passada, ficou definido que a sigla passará a se chamar Cidadania 23 e será presidida em Sergipe pelo senador Alessandro Vieira.

“Ficamos felizes em participar deste momento importante, que é a criação do Cidadania 23. É uma nova formatação. Esperamos poder contribuir fortalecendo os diretórios municipais, colocando para as próximas eleições, nomes à disposição da sociedade para que tenhamos um maior número possível de candidatos. E esperamos um resultado muito positivo neste sentido”, afirmou o deputado. Por fim, o parlamentar desejou sucesso ao Senador Alessandro Vieira e aos demais filiados do partido nesta nova missão.

COMENTE!