“A realização de eventos voltados para a melhor idade será mais uma das bandeiras que eu vou defender. A partir da criação da nossa lei, pudemos perceber como é difícil viver a melhor idade. Não há políticas públicas voltadas para eles. Nós, ainda não estamos preparados para a velhice e esta fase da vida está cada vez mais presente na sociedade, pois o número de idosos cresce. Nós precisamos mudar essa realidade buscar cada vez mais a inserção social do idoso”, pontua Georgeo.