outubro17 , 2021

    GLÓRIA: MP exige rescisão de contratos e mais transparência da prefeitura

    Veja também

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Parece um Déjà vu, mas mesmo com a denúncia encaminhada para o Ministério Público, sobre contratos irregulares na área da educação (pedagogia), sendo que apenas 14 dos 19 aprovados foram convocados, a prefeitura continua em uma briga interna com os concursados (2018) e agora com o próprio Ministério Público.

    De acordo com informações, no último mês a prefeitura convocou alguns concursados, quando na verdade vários aguardam a convocação há alguns anos. Em razão de várias denúncias, o MP solicitou esclarecimentos à Prefeitura de Nossa Senhora da Glória sobre os contratos precários que a própria admitiu ter feito pelo período de 3 meses com profissionais da educação e outras áreas, dessa forma, feriu o direito dos aprovados no último concurso, que estão esperando há mais de 2 anos pela nomeação.

    Em documento enviado pelo Ministério Público, foi descoberto também que a prefeitura não deu a devida transparência a esses contratos, faltando com o princípio constitucional da publicidade.

    - Advertisement -

    O Portal da Transparecia ainda não mostrou nenhuma rescisão. Em torno de cinco pessoas foram aposentadas, mas apenas dois concursados foram convocados.

    A verdade é que o Ministério Público deve continuar cobrando para que a prefeitura convoque quem lutou para passar no concurso e a prefeitura deve parar de fingir que está ouvindo as cobranças. Concursados devem ser convocados já.