GOVERNO MUDOU PARA QUÊ?

O Governo do Estado não fundamentou de maneira convincente a troca na Segurança Pública do Estado de Sergipe. João Batista disse que sua saída ocorreu pelo simples fato de que o governador precisava fazer algumas mudanças. No entanto, fica difícil entender a exoneração tácita em um momento em que a polícia está tentando fazer uma varredura na política suja do estado.

SERIA 6 POR MEIA DÚZIA, MAS NÃO É!

João Eloy já foi secretário de segurança pública em outros momentos e não conseguiu mostrar dados que convença este colunista a acreditar que a mudança na pasta diz respeito a números atuais. Ao contrário de João Eloy, Batista conseguiu realizar um trabalho onde reduziu os índices de violência no interior de Sergipe em 1,2% no ano passado.

Acredito que em time que se está ganhando, não se muda. E se mudar, que mude para melhor. Porém, levando em conta as passagens de Eloy como secretário, a mudança pode não ter sido para melhor.

AMENIZAR PARA NÃO POLEMIZAR

O objetivo do governador em deixar a Daniele Garcia no Deotap, pode ter sido uma estratégia para evitar uma maior polêmica na imprensa. Na verdade, o que estava transparecendo é uma atitude governista de tentar abafar os escândalos da Operação Babel e outros. Estaria o Jackson Barreto querendo salvar a pele de alguns aliados seus das garras da Polícia?

VEJA ESSA!!

O vereador Júnior Farias de Monte Alegre deixou a bancada de oposição alegando que fará um mandato independente. Para este jornalista, o vereador abandona a ideologia política dos Farias, onde seu pai, Osmar Farias, construiu ao longo de sua história política.

QUEBROU A TRADIÇÃO

Para quem é de Monte Alegre sabe que, assim como em vários municípios pequenos, só existem dois lados políticos. Ou você é Osmar e Tonhão, ou você é Aragão e Zé de Dé. Essa é a lógica em Monte Alegre. Anunciando a saída da bancada, o parlamentar deixa a mercê, eleitores da oposição que esperavam que o vereador pudesse representar a classe de eleitorado derrotada na eleição anterior.

COMO VAI FICAR?

Segundo publicou Júnior, ele e o vereador Betinho fazem parte da bancada independente da Câmara. Mas fica difícil acreditar em independência quando o próprio parlamentar, segundo se comenta na cidade, vive a defender a prefeita Nena. Estaria o vereador lutando pelos interesses do povo ou os seus? Com a palavra, Júnior Farias!

Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.