O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde (Sintasa) convocou os servidores da rede municipal para um protesto nesta terça-feira (1º) em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva, localizada na da Zona Norte de Aracaju (SE).

Os enfermeiros, técnicos em enfermagem, auxiliares de saúde bucal e servidores administrativos estão em greve há 17 dias. Segundo o Sintasa, a escala dos plantões tem sido de 50% do efetivo para as redes de urgência e 30% para as unidades básicas.

A categoria pede reajuste salarial, renegociação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), reavaliação do grau de insalubridade, expansão da gratificação da área de risco para todos os servidores lotados nas UBS, CEMAR, CAPS e UPAS e melhores condições de trabalho.

Além disso, os trabalhadores pedem a inclusão do Atendente de Saúde Bucal (ASB) no Programa Saúde da Família (PSF), extensão da gratificação do PSF a todos os trabalhadores do ambulatório, segurança nos locais de trabalho, implantação das 30 horas semanais e calendário de pagamento dos servidores.

“Os auxiliares e técnicos de enfermagem e demais servidores do nível médio da saúde de Aracaju não aceitam continuar com esta situação de descaso. O reajuste das perdas salariais da inflação é direito do trabalhador”, destacou o presidente do Sintasa, Augusto Couto.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR