Na última sexta-feira, 22, policiais civis do Departamento de Narcóticos (Denarc), em parceria com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), efetuaram a prisão em flagrante de um casal, identificado como Carlos Eduardo Pereira Jason, 23 anos, e Maria Rayane de Jesus Nunes, 24; ambos por tráfico ilícito de entorpecentes, após informações colhidas via Disque-Denúncia e encaminhadas pela Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol). A ação foi realizada no conjunto Castelo Branco, zona oeste de Aracaju.

Eles vinham sendo investigados pelas duas unidades especializadas, após várias denúncias feitas pela população que apontavam Carlos como autor do homicídio ocorrido no dia 1º de agosto, em que o corpo da vítima foi abandonado na área externa de um hotel localizado no bairro Atalaia, zona Sul de Aracaju.

De acordo com o delegado do Departamento de Narcóticos, André Baronto, os dois indivíduos já eram procurados por serem apontados como fortes distribuidores de drogas na região da Orla de Atalaia e no Castelo Branco. “ Nós recebemos várias informações via Disque-denúncia informando que Carlos e Rayane, além de traficar drogas, estavam utilizando nomes falsos por estarem sendo procurados pela polícia pela autoria de um homicídio, o que foi constatado em consulta feita ao sistema na delegacia”, explicou Baronto.

Na prisão do casal, em flagrante, foram localizados na residência, um pedaço de tablete de maconha e diversas trouxas da droga, prontas para comercialização. No momento da ação, Carlos Eduardo confessou o crime. O inquérito deverá ser concluído em breve para ser remetido à justiça.

Segundo o delegado Cássio Viana, da 1ª Divisão do DHPP, o casal estava sendo procurado há alguns meses, já que eram os principais suspeitos da autoria do crime. “Nós chegamos aos nomes de Rayane e Carlos depois chegar a uma testemunha, que nos revelou ter visto o casal arrastando a vítima para dentro do hotel”, disse. Ainda segundo Cássio, o casal já tem passagem pela polícia: “Carlos já assumiu a autoria do crime, mas nega que sua companheira tenha envolvimento com o homicídio.” concluiu.

Carlos Eduardo e Maria Rayane tiveram prisão preventiva decretado pelo judiciário ainda durante o final de semana.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..