A direção do Hospital de Cirurgia confirma que as cirurgias eletivas foram suspensas nesta terça-feira, 12, devido a falta de pagamento à Cooperativa de Anestesiologistas (Coopanest). De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, a Prefeitura de Aracaju (PMA) atrasou o pagamento de mais de R$ 3 milhões, referentes a parcelas municipais e estaduais do último mês de agosto.

Além deste valor, a assessoria informa que também existe uma pendência da PMA referente a novembro de 2016, de aproximadamente R$ 540 mil. E acrescenta que o Hospital de Cirurgia só poderá pagar a Coopanest e demais fornecedores quando esta situação for regularizada. O hospital não soube precisar quantas cirurgias são feitas diariamente.

A Secretaria de Saúde de Aracaju (SMS) reconhece que está em atraso numa parcela no valor de R$ 540mil referente ao mês de julho, que teve vencimento no dia 31 de agosto. E está trabalhando para fazer o pagamento ainda este mês. O assessor de comunicação da SMS, não soube informar sobre o valor de três milhões cobrado pelo hospital e disse que o repasse do Estado feito através prefeitura para o hospital está atualizado.

Apesar de não querer revelar valores, a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (SES), informa que o pagamento que estava em atraso foi feito na tarde desta terça-feira, 12.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários