Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Integrante de facção criminosa baiana é morto em Sergipe

Mais um – o terceiro  em três meses – integrante da facção Bonde do Maluco, uma perigosa organização criminosa da Bahia, foi morto em Sergipe, numa ação conjunta que envolveu a polícia federal da Bahia e as civis da Bahia e Sergipe. Michael Andrade Lima estava morando em Aracaju e segundo informações passadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-SE), dele tinha uma vasta ficha criminal e reagiu à ordem de prisão.

Michael tinha mandado de prisão em aberto expedido pela vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa da Comarca de Salvador-Ba e vinha utilizando documentos falsos. Na operação policial, ele disparou contra a polícia, que reagiu. Michael foi atingido, ainda foi levado ao Hospital, mas não resistiu. O corpo foi encaminhado ao IML.

De acordo com a SSP-SE, Michael faz parte do BDM, facção reconhecida pela crueldade na execução de rivais ou desafetos. Ele é apontado como autor de diversos crimes,  como roubo a instituição financeira em Cristinápolis-Se, tentativa de roubo a instituição financeira na cidade de Santo Estevão-BA, roubo a carro forte no bairro de Sussuarana, em Salvador (BA). Ainda segundo a SSP, é era fugitivo da Operação Guerra e Paz que resultou na desarticulação da facção Criminosa da região do bairro da Paz, além de ser apontado como um dos líderes do tráfico de drogas no bairro da Mata Escura em Salvador-BA, área de atuação do BDM.

Outros mortos do Bonde do Maluco – Jean Barroso, 34 anos, era natural de Salvador, mas liderava o Bonde Maluco do esconderijo, no conjunto Eduardo Gomes em São Cristóvão (SE). No dia 3 de maio deste ano, reagiu à voz de prisão e foi morto numa operação policial que envolveu as polícias da BA e SE. Deyvisson Lima de Jesus, também reagiu e foi morto a tiros no dia 29 de maio, na região do Baixo São Francisco.

No dia 25 de abril, um homem foi preso e no dia 12, uma mulher também foi presa. A “Operação Bonde do Maluco”, tem o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em arrombamento de bancos, tráfico de drogas e que agia em vários estados do Brasil.

Fonte: Fan f1

COMENTE!