O fato ocorreu no último dia 06 de julho na cidade de Paulo Afonso/BA e só agora a nossa equipe de reportagem teve acesso ao vídeo e a denúncia.

De acordo com a mãe da criança nasceu em Paulo Afonso, mas devido a um problema de saúde teve que ir morar em São Paulo. No último dia 06 a criança precisou fazer um exame de sangue, pois o mesmo tem uma válvula mecânica.

No exame houve uma alteração e pôr o filho correr grandes riscos de trombose ela logo de imediato correu até o Hospital Nair Alves de Souza. Já no hospital segundo a mãe a médica se negou a prestar o atendimento e mesmo sabendo do problema da criança, chamou o segurança: “ Anda chamou o segurança que me agrediu, tô indignada tudo isso aconteceu na frente de uma polícia militar, pois já que eu estava errada então que a polícia fizesse seu trabalho”. Disse ela.

“Meu filho não pode ser tratado como um cachorro condenado a morte”; completou.

Segundo o PA4 no último dia 10 de julho, a médica Raquel Bathomarco, do Hospital Nair Alves de Souza lançou uma nota à imprensa desmentindo as acusações feitas por Claudiane Paz de Ramos, que tornou um vídeo viral na internet acusado-a de não prestar o devido atendimento ao seu filho, que é cardiopata e chegou ao hospital no último dia 6, segundo a mãe, com alterações graves em suas taxas sanguíneas. O garoto é paciente do Instituto do Coração, em São Paulo, e os exames são frequentes para medir possíveis alterações em seu quadro.

Em nota, a defesa da médica alega que: “O menor foi atendido, porém não aparentava qualquer sinal de que fizesse tratar de situação emergencial, aparentava lucidez, sinais vitais ativos, altura e peso normais e compatíveis para a idade e interagindo com as perguntas médicas de práxis. ”

Em conversa com o repórter Maycon Fernandes, Claudiane disse que o filho é uma criança muito especial e isso não pode ficar assim.

Maycon Fernandes/Reportagem Soudesergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..