fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Mercado financeiro e a promessa de ser milionário

Como iniciar no mercado financeiro? Veja os principais cursos para começar!

O mercado financeiro parece ser aterrorizante para quem ainda não experimentou investir, só o fato de envolver dinheiro e números é o suficiente para afugentar milhares de pessoas, além da certa “fama” de ser sempre incerto e do dia para noite ser capaz zerar todo o investimento e levar algumas pessoas e empresas à falência. No entanto, a recíproca é verdadeira, e é difícil de encontrar alguma pessoa que iniciou da forma correta nesse mercado e não se apaixonou, afinal, investir no mercado financeiro aparenta ser sinônimo de dinheiro fácil e rápido, no dia a dia os detalhes são um pouco mais complicados que isso, e fazem toda a diferença.

Diante a realidade econômica que o mundo e principalmente o Brasil tem vivenciado, principalmente com mudanças nas leis e aposentadorias, mais e mais pessoas, principalmente jovens têm se interessado pelo mercado financeiro, em contrapartida, com o passar dos anos e com as tecnologias fazendo cada vez mais parte do dia  a dia das pessoas, o acesso a esse a qualquer tipo de investimento se tornou inúmeras vezes mais acessível, mas algumas perguntas básicas ainda insistem em aparecer: O que é o mercado financeiro de fato?  Por onde eu começo? Preciso fazer algum curso?

 O QUE É O MERCADO FINANCEIRO?

A forma mais simples de entender o mercado financeiro é imaginar que ele é um ambiente de troca e empréstimos, no entanto, o que está sendo emprestado e trocado é dinheiro. Esse dinheiro contudo é representado de diferentes formas, como: câmbio (moedas estrangeiras), mobiliários (ações, títulos), mercadorias.

Diferente do que uma simples compra de algum produto que você queira adquirir para uso pessoal,  o investimento nesse mercado sempre quase envolve terceiros que auxiliam, facilitam, regulariza, controlam e vigiam nesse processo, sejam bancos, ou instituições.

No Brasil, o mercado financeiro é dividido em quatro grandes categorias de investimentos:

Mercado monetário: no mercado monetário os empréstimos têm prazo de 24h, são investimentos rápidos e que exigem do investidor uma atenção maior. Os famosos juros nesse caso recebem um outro nome, CDI (Custo de depósito Interbancário), que nada mais é do que uma taxa que os bancos cobram entre si por esses empréstimos. Controlado de perto pelo Banco Central, os empréstimos entre bancos são uma obrigação, a fim de garantir que todo dia os bancos fechem seus caixas com valores positivos, garantindo a população seu acesso ao dinheiro.

Mercado de capitais: esse segmento a troca é realizada entre pessoas físicas e jurídicas, onde os cidadãos emprestam dinheiro por determinado tempo para certa empresa conseguir realizar um projeto, e a mesma se compromete a devolver esse dinheiro com ajuste e juros.

Mercado de crédito: muitas pessoas fazem parte desse mercado sem ter conhecimento. Aqui se encaixam cheques especiais, empréstimo pessoal e até mesmo cartão de crédito. A dinâmica de funcionamento é que empresas emprestam dinheiro de investidores para pessoas físicas e jurídicas, ou seja, é um investimento de 2 etapas e por isso também que os juros que correm são altos.

Mercado de câmbio: como dito anteriormente aqui o produto trocado são moedas estrangeiras, o lucro nesse caso se deve através da compra e venda, assim como valorização e desvalorização daquela moeda de acordo com o bem-estar econômico daquele país. É um mercado que faz sentido para grandes empresas que possuem relações internacionais, com importação e exportação de produtos.

POR ONDE EU COMEÇO? PRECISO FAZER ALGUM CURSO?

 Outra grande dúvida é se existe a necessidade de fazer um curso ou se basta a vontade de investir para entrar nesse mercado É claro que a experiência do dia a dia de lidar com o mercado financeiro faz a diferença. Se deparar com quedas da bolsa, desvalorização de ações ibovespa, alta na ação comprada, definir quais são os próximos passos, em qual empresa investir, aprender a ler o mercado de ações e mercado econômico, são situações que só a experiência de vivê-las podem ensinar. Mas a grande chave para o sucesso nesse meio é muita informação e conhecimento, quanto mais realidades e históricos você conhecer, mais você consegue prever as situações. Confira a lista de três cursos para iniciar nessa área:

1- Finanças pessoais: um curso oferecido pelo SENAI, online e gratuito que ensina a cuidar das próprias economias. Como lidar com o próprio dinheiro e custos domésticos pode ser um excelente ponto de partida.

2- Curso da B3: A B3 é a bolsa de valores do Brasil e oferece cursos gratuitos para quem tem interesse em investir em ações e quer conhecer mais o mercado. O curso promete te trazer um panorama geral sobre como as negociações ocorrem no mercado de ações.

3- Mercado financeiro e de capitais: Oferecido pelo SENAC, o curso tem duração de apenas 24h e te ensinará sobre retorno de investimento variados, gestão financeira a apartir da análise de risco.

 

Confira também >> Quais são os impactos do Coronavírus no Fundo Multimercado

COMENTE!