fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Mitos e verdades sobre os BDRs

Conheça os mitos e as verdades acerca dos investimentos em Brazilian Depositary Receipts e descubra porquê eles não valem a pena e nem são recomendados por especialistas.

Apesar de não serem tão conhecidos ainda, desde o mês passado, os BDRs caíram no gosto dos investidores brasileiros. Toda a atenção voltada a esse tipo de aplicação se deve por causa das mudanças divulgadas pela Comissão de Valores Mobiliários

(CVM) que passaram a permitir que investidores menores tenham acesso aos BDRs, mesmo sem uma grande aplicação.

Entretanto, ainda existem muitas dúvidas acerca do tema. Por exemplo, provavelmente você já deve ter ouvido por aí que investir em BDRs não vale a pena, certo?

Por outro lado, você já pode ter conhecido alguém que ficou rico investindo em BDRs! Como todos os tipos de investimentos, essa aplicação possui vantagens e desvantagens que estão cercadas de mitos e verdades.

Por ser algo ainda pouco explorado pelo mercado de pequenos investidores aqui no Brasil, muita gente ainda tem muito medo de investir ou acredita em certas inverdades que ouvem sobre o tema. Por isso, reunimos aqui os principais mitos e verdades sobre os BDRs para te ajudar a fazer a escolha certa. Confira agora!

Mitos

A confusão ainda é muita acerca dos mitos e verdades sobre os BDRs, principalmente, por conta da falta de informação precisa sobre esse tipo de aplicação. Confira a seguir alguns mitos que podem causar muitos problemas!

O preço do dólar não influencia no rendimento do BDR

Os Depositary Receipts (DRs) podem variar de acordo com o país, por isso a primeira letra da sigla sofre alterações, por exemplo, os ADRs (American Depositary Receipts – ADRs).  Esse tipo de mudança acaba por confundir muitas pessoas, que não sabem que o dólar é a moeda usada para todos os investimentos internacionais.

Assim, por falta de informação, muita gente ainda acredita que por conta disso, o que afeta o rendimento dos DRs é a moeda nacional e não o dólar, entretanto, esse tipo de pensamento é um erro. Isso porque a aplicação em BDRs é direta em empresas internacionais, que operam com o dólar.

Desse modo, qualquer flutuação dessa moeda, irá afetar diretamente os seus investimentos em BDRs, seja de forma positiva ou negativa.

Investidores em BDRs se tornam acionistas da empresa

Essa é mais uma das inverdades que muita gente acaba acreditando sobre investimentos em BDRs. Diferentemente do que acontece aqui no Brasil, quando uma pessoa compra uma ação de uma empresa estrangeira ela não se torna acionista da mesma.

Isso acontece porque, na prática, a compra é de um título de uma empresa internacional que está sendo negociado na bolsa brasileira e é cotado em reais. Além disso, as ações não ficam no nome do investidor e sim no nome da empresa depositária – a empresa brasileira que negocia os papéis por aqui.

Verdades

Por outro lado, também devemos chamar atenção para as verdades que são disseminadas sobre os BDRs.

Ainda mais importante do que desmistificar as mentiras, entender o que é realmente verdade sobre od BDRs pode te ajudar a realizar um ótimo investimento.

É possível investir em BDRs sem abrir uma conta no exterior

De maneira prática, esse deve ser o principal ponto positivo e chamariz dos BDRs. a própria sigla já explica isso: os Brazilian Depositary Receipts são recibos de ações de empresas estrangeiras que são comercializados na bolsa brasileira (B3).

Os BDRs se tornaram populares porque é uma forma fácil e, de certa forma, acessível de investir em grandes empresas conhecidas como Google, Facebook, Apple, Amazon dentre outras tantas gigantes do mercado internacional.

Não é preciso pagar o valor do câmbio

Ao realizar uma aplicação em um BDR você está atrelando seu patrimônio a empresas estrangeiras de maneira simplificada, sem precisar abrir conta bancária no exterior ou se preocupar com remessas de dinheiro.

Além disso, as tarifas do câmbio, como o IOF, também não são cobradas durante a conversão de moeda entre o real e o dólar. Essa verdade, acima de tudo, pode ser vista como uma grande vantagem também.

Dessa forma, é possível observar que o investimento em BDRs ainda é um pouco confuso para a grande maioria dos brasileiros.

Com as mudanças indicadas pela CVM, pequenos investidores terão acesso a esse tipo de aplicação e, por isso, devem ficar muito atentos antes de tomar qualquer decisão acerca desse investimento.

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação