Desde que Valdirene foi empossada vice-prefeita de Monte Alegre, Aragão tem perdido o espaço no agrupamento de Luciano. Aos quatro cantos da cidade o que se conversa é que Aragão foi “excluído” da equipe administrativa de Nena. Para completar, sua mulher Valdirene, teve até o salário de vice reduzido.

Foi o que escreveu o jornalista Welder Ban em sua coluna no Portal Soudesergipe.

Mas parece que a pratica de excluir vice-prefeito não é só de Nena, pois rola um processo ajuizado por GENIVALDO BARBOZA (Procedimento do Juizado Especial Cível – 13/02/2017 do TJSE), onde ANTONIO FERNANDES RODRIGUES SANTOS (Ex-prefeito Tonhão) também cortou o salário do seu vice-prefeito sem nenhuma explicação.

Processo: 201686100902

Segundo a assessoria da prefeita, além do processo que está em andamento, o ex-prefeito comprou 04 ônibus escolares, porém não realizou o pagamento. Na página no facebook da prefeitura diz que a  carta de cobrança chegou e agora a cidade pode ficar sem os ônibus.

Porém a compra foi dividida em algumas parcelas e a informação é que Tonhão fez a parte dele, mas até agora a atual gestão não cumpriu sua parte, por isso a cobrança.

“Rapadura é doce, mas né mole não! ”

PS:  Afinal de contas, quem deixou de pagar as prestações, Nena ou Tonhão?

Maycon Fernandes/Reportagem Soudesergipe

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..