Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Monte Alegre: “Romaria das Cruzinhas” Tradição e muita história envolvida.

Na manhã de hoje, aconteceu em Monte Alegre uma manifestação religiosa que ao longo dos anos ganhou força. A Romaria das Cruzinhas, que atualmente é uma das principais atividades culturais desse município situado na região do Alto Sertão Sergipano.

Neste ano, o público que acompanhou a Romaria foi bastante significativo, ficando claro que a tendencia é se fortalecer ainda mais nos próximos anos. A atividade religiosa e cultural acontece justamente neste dia 19, considerado por muitos o Dia de São José, onde segundo a tradição, caso aconteça de cair chuvas, é sinal de um bom inverno.

A construção de uma cultura está repleta de elementos e significados que vão identificar esse povo como pertencente a esta comunidade ou região, diferenciando-os de outras comunidades, surge assim, a identidade cultural. E é sobre essa identidade cultural que vamos falar logo abaixo:

História, Cultura, Religião: Vamos conhecer um pouco sobre os “SANTOS INOCENTES DO SERTÃO”.

Segundo a Historiadora e Escritora Valdete Alves, esse fato aconteceu quando Monte Alegre ainda era um povoado. O povoado Monte Alegre Novo que naquela ocasião fazia parte do território da cidade de Porto da Folha ainnda no inicio do século passado.

Aconteceu uma tragédia que abalou todos os moradores do povoado naquele período. A morte de duas crianças, que sairam atrás de frutas silvestres(Umbú) para se alimentar e acabaram se afastando da casa onde viviam, adentrando a mata onde após caminharem bastante acabaram se perdendo.

Durante o acontecimento dezenas de pessoas somaram-se na busca pelas crianças, mas após alguns dias, encontraram as crianças, o menino morto e a menina arquejava debruçada no corpo do irmão. Tentaram reanimar com gotas de água mas a menina acabou morrendo. As crianças tinham entre 7 e 9 e os chamavam de João e Alexandrina.

No local, fizeram uma casinha de oração que ficou conhecida como Cruz dos Inocentes.
Dona Valdete ainda disse que diversas pessoas afirmavam que alcançavam graças com promessas e pedidos feitos para recuperar a saúde.

“A casinha era repleta de cabeças, pés, corações, mãos, joelhos, braços e etc. Todas as peças eram feitas em barro e também esculpidas na madeira”

O tempo foi passando, e a realidade do abandono passou se materializou sendo que por muito tempo, um pequeno grupo de devotos não deixaram cair em total esquecimento e sempre faziam suas orações no local.

Liderados pelo Professor Eloy Santana, resolveram assim convencer o então padre Leon Gregório, a realizar a primeira missa no local no ano de 1974. E assim o pequeno movimento transformou-se na Romaria das Cruzinhas “OS SANTOS INOCENTES DO SERTÃO” onde diversas pessoas de diversos lugares vêm anualmente pagar promessas e fortalecer os seus votos de fé.

Izaque Vieira / Redação Portal Sou de Sergipe

COMENTE!