fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Morte de criança revolta população, mobiliza estado e coloca ação da PM em cheque

Quem matou Juninho?

O fato vem causando repercussão no Estado, principalmente no município de Canindé do São Francisco onde tudo aconteceu. Vitor da Silva Santos de 11 anos, acabou morrendo com um tiro na região do abdômen.

Domingo, 23 de maio, era fim de tarde, quando de acordo com a polícia, se ouvia sons parecidos com disparos de arma de fogo e, ao se aproximarem, foram recebidos com disparos.

A equipe da PM diz que revidou os disparos e os suspeitos fugiram correndo e atirando. “Ao realizar a busca, foi encontrado pela equipe um cidadão aparentemente adolescente no mato com ferimento de arma de fogo”.

O TIRO

O tiro atingiu a região do abdômen e saiu pela região das costas perto da lombar, é possível que a criança tenha tido uma hemorragia interna. Causa da morte?

Choque hipovolêmico.

Esse cidadão chama-se, Vitor da Silva Santos ou apenas Juninho da Cocada, 11 anos de idade, com uma vida inteira pela frente, mas de acordo com a população, “Juninho” não era traficante, não fazia mal a ninguém, muito pelo contrário, a criança era trabalhadora.

Mas como toda história existem três lados, lado A e lado B e existe o lado da verdade.

“Eu vi tudo, simplesmente queriam o culpar a todo custo por terem atirado nele. Chegaram até dizendo que ele atirou na polícia.

Intimando-o, dizendo que ele era cria de um tal de “Magão”. Enquanto isso, ele gritava de dor e dizia que não, que aquilo que acabara de ouvir não era verdade”.

“Juninho dizia que não vendia droga e nem conhecia esse tal “Magão”. Ele dizia só que vendia cocadas e que trabalhava, não tinha arma, estava sentindo muita dor e pedia ajuda de quem estava no hospital. Disse uma internauta que presenciou, mas que não quis ser identificada.

De acordo com essa internauta, enquanto os profissionais da saúde tentavam a todo custo salvar a vida da criança, policiais faziam perguntas e em tom alto:

“Eles ficaram fazendo perguntas ao menino, sendo bem cruéis e falando em tom de deboche, o menino assustado só dizia apenas que não vendia drogas, que vendia cocada e que não tinha arma. A policia dizia em todo momento que Juninho tinha atirado neles”, disse.

DEPOIMENTO DA “MÃE”

De acordo com o Jornal do Sertão, No depoimento a mãe disse “que seu filho era usuário e traficante de drogas, destacando que ele estava em um local muito conhecido como ponto de tráfico na cidade de Canindé, mais precisamente na Rua 03, no Bairro Olaria, quando os policiais militares chegaram e deram voz de prisão ao seu filho e mais dois elementos, os quais fugiram do local, houve disparos de arma de fogo e seu filho foi atingido com um tiro, movido pelo qual foi conduzido ao hospital regional de Itabaiana, Sergipe. Ela não soube informar se no momento da abordagem os meliantes efetuaram disparos contra a Polícia Militar”.

GRANDE INCONSISTENCIA

O que chama a atenção nesse depoimento é que de acordo com informações, a mãe da criança não morava com ela, não era de ter muito contato com o mesmo. “Juninho”, foi criado por uma tia.

UM OUTRO FATO QUE PRECISA SER ESCLARECIDO

A equipe da Policia Militar diz que revidou os disparos e os suspeitos fugiram correndo e atirando. “Ao realizar a busca, foi encontrado pela equipe um cidadão aparentemente adolescente no mato com ferimento de arma de fogo”.

Mas no depoimento da “mãe da criança”, foi informado que “quando os policiais militares chegaram e deram voz de prisão ao seu filho e mais dois elementos, os três fugiram do local”.

As perguntas que não querem calar:

SE JUNINHO ERA TRAFICANTE, PORQUE ELE VENDERIA COCADA PARA AJUDAR NO SUSTENDO DA FAMILIA?

SE A POLICIA FOI RECEBIDA A BALAS, COMO ELE (JUNINHO) FOI “ENCONTRADO NO MEIO DO MATO” JÁ FERIDO?

POR QUE A POPULAÇÃO DIZ QUE A CRIANÇA NÃO ESTAVA NO MEIO DO MATO?

TERIA JUNINHO CONDIÇÕES DE TER UMA ARMA?

SE OUVE TROCA DE TIROS, ONDE ESTÃO OS POLICIAIS FERIDOS?

Essas e outras perguntas precisam de resposta, pois, dessa vez foi “o menino da cocada”, mas e da próxima? QUEM MATOU JUNINHO?

 

Maycon Fernandes/ Jornalista DRT 0002304/SE

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação