O padre, Antônio Bernardo, que já foi pároco em Delmiro Gouveia, se viu envolvido em uma polêmica na última terça-feira (09), depois de ter fotos íntimas compartilhadas nas redes sociais com dois caras delmirenses em um suposto motel da cidade. Devido à grande repercussão, a Diocese de Palmeira dos Índios decidiu mantê-lo afastado de seu cargo até a conclusão das investigações. Por meio de nota, a Diocese explicou que o processo corre em segredo de justiça e os autos do processo canônico, depois de concluída a fase diocesana, passarão para a Cidade-Estado do Vaticano, em Roma e na Itália para a decisão do Papa Francisco.

Em um grupo no Whatsapp, um dos envolvidos citou que estava com outro menino, e que o sacerdote teria chegado e se iniciou uma bebedeira entre eles. Ele finalizou dizendo que ele é padre e sabe o que faz.

 Confira a nota da Diocese:

A Diocese de Palmeira dos Índios, comunica que no dia de hoje, foi criado um Processo Administrativo Penal, em detrimento do Reverendo Pe. Antônio Bernardo dos Santos, do clero desta Diocese. O Processo corre em segredo de justiça. Os autos do processo canônico, foi concluída a fase diocesana, passarão para a Cidade-Estado do Vaticano, em Roma (Itália), para a decisão do Santo Padre Francisco. Rezemos pela Santa Igreja, em particular, pela nossa Diocese.


Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Músico,Jornalista, Repórter do Programa Voz da Cidadania..