CHICO SOB PRESSÃO

O prefeito de Nossa Senhora da Glória, Chico do Correio, tem recebido duras críticas quanto a nova modalidade de ensino a ser aplicada na zona rural do município. O gestor quer aplicar a nucleação de escolas e pôr um fim nas classes multisseriadas.

O problema é que os pais de alunos não estão satisfeitos com o fechamento das escolas dos povoados Gameleiro, Riachão, Lagoa do Carneiro, Periquito e Baixa Limpa. Para os genitores, uma das maiores preocupações é ver os respectivos filhos arriscarem à vida em um transporte escolar que visa levar os alunos para um povoado distante.

É importante destacar também que municípios não podem fechar escolas sem consultar o órgão normativo do sistema de ensino, analisar o impacto da ação e ouvir as manifestações da comunidade escolar.

POR OUTRO LADO

A prefeitura está tomando medidas baseadas na melhoria da qualidade de ensino e que a decisão foi tomada mediante uma lei federal. Esse sistema já foi inserido em alguns munícipios de Sergipe, mas vem sendo contestado desde o governo Dilma Rousseff.

A nucleação é uma política pública orientada pelo Ministério da Educação (MEC), pelo Governo do Estado e, principalmente, pelo Conselho Estadual de Educação. E é por esse motivo que o município deve aderir ao modelo.

PROFESSORES FALAM

Para alguns professores em especialidade no assunto, fechar essas escolas é uma falta de consideração com as entidades, movimentos e comunidades, que se reuniram para elaborar o Plano Municipal de Educação, com metas específicas para a educação no campo.

Em Glória, professores acreditam que a grade curricular tem de ser muito específica para as peculiaridades da zona rural e nada foi tratado pela municipalidade até o momento. A Professora Vera, por exemplo, acredita que a nucleação não irá resolver o problema da má qualidade do ensino público.

VEREADORES DIVERGEM SOBRE TEMA

A Presidente Vaneide de Nivaldo disse que sua preocupação com a qualidade do ensino está além das classes multisseriadas. A vereadora defendeu em plenária a nucleação por acreditar na melhoria do ensino municipal. O vereador Flávio, em sua defesa, destacou as dificuldades dos professores e dos alunos no processo de ensino e aprendizagem.

Já o vereador Issinho Taxistas cobrou maior participação do povo para protestar com a mudança apresentada pela gestão. O parlamentar é contra a nucleação porque acredita que, primeiro, o assunto deveria ser tratado com a comunidade antes de qualquer decisão, pois segundo ele, nenhum pai gostaria de ver seu filho viajando podendo estudar em seu povoado.

 

Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura.

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.