Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

O Projeto Dom Hélder Câmara volta a beneficiar agricultores Sergipanos

O Projeto Dom Hélder Câmara é uma ação operacional descentralizada do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Nordeste, iniciado em 2001, a partir de um acordo de Empréstimo Internacional firmado entre a República Federativa do Brasil e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA.

No Alto Sertão Sergipano, durante a primeira etapa o projeto beneficiou famílias ligadas a agricultura familiar. As comunidades eram beneficiadas com uma diversidade muito grande de pequenos projetos individuais e também coletivos a exemplo de unidades demonstrativas que eram escolhidos a partir do desejo dos agricultores que junto com a equipe técnica  decidiam quais os projetos que eram melhores para as comunidades das cidades de: Canindé, Gararu, Porto da Folha, Poço Redondo, Monte Alegre.

Segundo informações do Delegado Antônio Fernandes, nesta nova etapa o projeto irá abranger 40 cidades no estado de Sergipe. Ainda segundo ele,  ontem 17, esteve reunido com Carlos Eduardo Bovo, Diretor do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural -NEAD para discutir  assuntos relacionados à Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, especificamente sobre o investimento que será destinado às 3 mil famílias dos quarenta municípios ligados ao projeto em Sergipe.

Nesta nova etapa do projeto, acontece uma parceria de convênio com a ENDRAGRO, além de outras empresas agropecuárias empenhadas em assistências técnicas.

A informação principal é que aproximadamente no mês de março os municípios já estarão sendo beneficiados com o recurso.

” Com as assistências técnicas, as famílias assistidas pelo projeto terão apoio e fortalecimento no campo agropecuário e, de fato, esses investimentos irão gerar maior número de renda, o que será essencial para este público da agricultura familiar”, afirmou Tonhão.

Ainda segundo ele além desses benefícios, as famílias terão a oportunidade de comprar uma vaca leiteira e assim  aumentar a fonte de renda. Com o investimento, os produtores poderão, também, aderir a outros tipos de animais, sendo eles galinhas poedeiras, porcos e ovelhas.

Em Sergipe, o Projeto Dom Hélder Câmara é coordenado pela Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário, e voltou a atuar no Estado a partir do ano de 2017.

Izaque Vieira /  Redação Portal Sou de Sergipe

COMENTE!