Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

O que está por trás da disputa entre Prefeitura e Câmara de Monte Alegre

DO INÍCIO

Há dias que vem se desenrolando uma disputa judicial entre a Prefeita de Monte Alegre, Nena de Luciano, e o Presidente da Câmara, Acrísio Pereira. A prefeita acredita que está sob o jugo da lei, e por conta disso não está repassando o valor correto do duodécimo da câmara.

CONSEQUÊNCIA
Precisou a presidência da câmara ir à justiça para conseguir uma decisão liminar, determinando que a prefeitura faça o repasse correto sob pena de multa diária de RS 3 mil reais. Além desse processo, existe um outro processo que cobra parte das parcelas atrasadas e não pagas pelo município.

A TRAMA
Na verdade, tudo está sendo maquiavelicamente tramado pelo marido da prefeita, que é o atual secretário de gabinete do município. Conta-se que a gestora não tem noção do que acontece e vive alegando doença todas as vezes que tem que conceder entrevista a imprensa.

Para piorar, o ex governador havia agendado previamente uma visita para hoje à sede da prefeitura e ela sequer se fez presente para recebê-lo, mesmo ele sendo seu aliado e responsável pela liberação do asfaltamento de várias ruas da sede do município.

MOTIVO I
A intriga se acirrou, a partir do momento em que o presidente da câmara revelou o seu sonho de um dia ser prefeito do município, bem como a sua contribuição para a vitória da chapa de oposição na eleição da mesa diretora da câmara, referente ao biênio 2019 e 2020.

MOTIVO II
Sem contar que existe uma outra pendência. Até agora, o executivo não liberou a documentação do imóvel onde está sendo construído o novo prédio do legislativo municipal. Acrísio acredita que a gestão esteja agindo de má fé.

DOS RUMORES
Existe rumores de que o presidente da câmara aliou-se a vice, no sentido de afastar a prefeita do cargo, devido aos desmandos administrativos desta, e por isso, a prefeita toda vez que viaja com o marido, não deixa ninguém encarregado pelo município.

Hoje, por exemplo, ocorreu a primeira viagem sem o seu marido e, ao invés de transferir o cargo para a vice prefeita, deixou seu esposo em seu lugar, transformando desta forma, uma repartição pública numa entidade familiar.

Welder Ban | Panorama Político

Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura!

COMENTE!