FOTO: Itnet

O nome de sergipanos está ligado à maior operação anticorrupção do Brasil. De acordo com a delação premiada da marqueteira e publicitária Mônica Moura, o sergipano Francisco Rollemberg, candidato ao governo no ano de 2002, recebeu serviços publicitários dela. Na época, a campanha custou R$ 6 milhões.

De acordo com Mônica, a campanha de Francisco, que recebeu o apoio de Albano Franco, foi paga com recursos não contabilizados, que teria sido entregue a ela pelo filho de Albano, o empresário Ricardo Franco.

Mônica e seu marido, o também publicitário João Santana, são acusados de receber caixa 2 de campanhas eleitorais. A delação de ambos contribui significativamente para o andamento das investigações. Edson Fachin, relator da Lava Jato, pediu na última semana a retirada de sigilo no depoimento do casal.

Via Itnet

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR

Músico,Jornalista DRT 0002304/SE, Repórter do Programa Voz da Cidadania e apresentador do Programa Expressão Livre.