fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

PC, PM e ONG S.O.S. Vida Animal resgatam cães e jabutis mantidos em péssimas condições em Aracaju

As equipes verificaram a presença de animais mortos numa residência na avenida Antônio Alves, no bairro Atalaia

Nessa segunda-feira (10), equipes da Polícia Civil, da Polícia Militar, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e da ONG S.O.S Vida Animal deflagraram uma operação de combate aos crimes contra animais e também crime ambiental. A ação ocorreu na Avenida Antônio Alves, localizada no bairro Atalaia, zona sul de Aracaju.

 

De acordo com a delegada Georlize Teles, titular da Delegacia de Crimes Ambientais e Proteção Animal (Depama), foram registradas denúncias de crimes de maus tratos aos animais, com base na Lei 1.095/2019, que prevê o aumento das penalidades contra autores de práticas delitivas contra cães e gatos, além de comunicação de crime ambiental, tendo em vista que também existiam jabutis mortos no local onde ocorreu a ação conjunta.


“Após o recebimento de denúncias, acionamos o Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb) da Polícia Militar, que juntamente à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e policiais civis se dirigiram ao local indicado e lá encontraram animais mortos e outros em situação de maus-tratos. A situação encontrada no local vai nos levar a instaurar um inquérito policial para definir responsabilidades”, reforçou. Na ação, foram resgatados três cães e oito jabutis vivos.


Ainda segundo a delegada, a investigação terá como objetivo identificar o dono do imóvel e apurar se o proprietário está ligado à situação de maus-tratos dos animais. “O primeiro passo é identificar o proprietário do imóvel, uma vez que o local se encontrava sem ninguém, aparentemente abandonado, pois havia muita sujeira e uma água muito suja para que os animais bebessem. Também é preciso verificar se o proprietário era o tutor daqueles animais que foram encontrados”, detalhou.

As informações foram repassadas à Ouvidoria do Ministério Público de Sergipe (MPSE), à Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e à Depama, da Polícia Civil. Diante de todas as informações recebidas, foi feita a operação, com o objetivo de resgatar outros animais do local.

 

A ação policial também contou com a atuação da Delegacia de Repressão a Crimes Rurais (DRCR), da Polícia Civil.

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação