fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

Polícia Civil desarticula grupo criminoso envolvido com o tráfico de drogas em Lagarto

Foram apreendidos pinos contendo cocaína, dinheiro e comprovantes de depósitos que totalizam mais de R$ 49 mil

Em diligências investigativas com o objetivo de combater o tráfico de drogas, policiais civis das 1ª e 2ª divisões da Delegacia Regional de Lagarto, com o apoio operacional do 7º Batalhão de Polícia Militar (7º BPM), prenderam em flagrante Sildeon Rabelo de Carvalho, 46 anos, e Mauricelia Barbosa de Castro, 30 anos, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. As prisões ocorreram no final da tarde dessa quinta-feira (06), na zona rural do município.

De acordo com os delegados Allison Lial e Matheus Cardillo, com o casal, que possui um bar na localidade “Rio da Vaca”, na zona rural de Lagarto, foram apreendidos 40 pinos contendo substância semelhante à cocaína, cerca de R$ 300 reais em notas trocadas, e diversos comprovantes de depósitos de única titularidade, que somados perfazem o valor de mais de 49 mil reais.

Os delegados também informaram que já havia uma investigação em curso na 1ª Divisão, e que Sildeon e outros comparsas eram investigados por liderarem o tráfico de drogas na localidade, havendo, ainda, a informação inicial de que a maior parte da droga e os materiais inerentes a sua comercialização estavam escondidos na residência de um dos investigados.

Após localizarem, no bar dos suspeitos, as cápsulas de droga, os delegados decidiram por nova diligência na residência informada como local de depósito da droga. No local, foram apreendidos mais de 7.000 tubos vazios, tipo eppendorf, para acondicionamento da droga cocaína, outros 475 tubos contendo a droga, munições de diversos calibres e anotações alusivas ao tráfico.

Os suspeitos e o material foram encaminhados à delegacia, onde foram lavrados os autos de prisão em flagrante. Os delegados destacaram que a ação policial de hoje contou com a ajuda da população, atuando com o fornecimento de informações e denúncias por meio da ferramenta Disque-Denúncia (181).

COMENTE!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Consulte Mais informação