MUITAS PERGUNTAS

Estive comigo pensando, tentando responder perguntas que norteiam a vinda de Lula ao estado de Sergipe. Dentre as indagações, cabe aqui registrar que este colunista nada tem contra ao título honorário de cidadão gloriense ao ex-presidente Lula.

POR OUTRO LADO

Não há motivos para espanto! Numa sociedade falida, onde a exceção virou a regra é comum que fatos como esses venham a cair como normal. Costumo dizer que o título de Cidadania Honorária é um título que se deve pautar pela conduta proba de seus recebedores que, no caso específico, não se encaixaria ao ex-presidente Lula.

BOA FÉ?

O que deve pairar na cabeça dos moradores de Nossa Senhora da Glória é o motivo principal de agraciar um condenado por crimes contra a administração pública, que foi acusado justamente por fazer uso do dinheiro do povo de modo a enricar-se ilicitamente.

DIVERGÊNCIA

A população diverge sobre tal dedicatória ao ex-presidente. Uns parabenizam, outros se revoltam. Uns fazem ato de amor, outros de ódio. É fato que Lula fez muito pelo brasileiro, mas devemos entender que tudo não passou de uma obrigação enquanto Presidente da República. As pessoas se contentam com pouca coisa, mesmo sabendo que “estas coisas” sempre foram suas.

DEFENSORES!

Quem defende, muitas das vezes, são políticos que buscam uma aproximação maior entre os líderes políticos que têm mais intimidades com o ex-presidente. Enquanto a grande massa que aprova, são guiados pelo grande poder de persuasão de muitos políticos, ou são incautos, ou são incultos.

NADA CONTRA!

Mas, nada contra! Aliás, na política de hoje vale tudo para não deixar que o seu adversário cresça politicamente. Até mesmo apoiar bandidos ao estilo Robin Hood.

 Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela dever ser: sem censura!

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.