outubro26 , 2021

    Prefeito chicoteia concursados, mantém alto salário e “ajeita” secretário

    Veja também

    URGENTE: Motorista de ambulância sofre atentado no município de Maruim

    De acordo com informações, na manhã desta terça-feira, um...

    Polícia Civil inicia investigações sobre supostos maus-tratos contra animais em Aracaju

    Após denúncias encaminhadas à Delegacia de Proteção Animal e...

    Preços de gasolina e diesel aumentam hoje nas refinarias

    Os preços da gasolina e do óleo diesel vendidos...

    Foram registrados 18 novos casos de Covid-19

    A Secretaria de Estado da Saúde, através do boletim...

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

    Todo início de uma gestão, vem carregado com grandes expectativas. Como no caso do município de Graccho Cardoso.

    Porém, desde que Arakem assumiu, o município vive dias sombrios e de incertezas quando o assunto é salários e concursados. De acordo com informações obtidas pelo Portal Soudesergipe, ao afastar alguns concursados, o prefeito do município nomeou CCs que moram na Capital Sergipana.

    CONCURSADOS

    Em 21 de janeiro, o prefeito do município resolveu publicar um decreto N° 07/2021, suspendendo os efeitos das nomeações, posses, exercício dos cargos e pagamentos de remunerações a servidores municipais nomeados no concurso público n°001/2018.

    A publicação pegou todos de surpresa e um vídeo em que o prefeito aparece durante a campanha parabenizando os concursados, voltou a circular nas redes sociais durante toda a madrugada.

    - Advertisement -

    Claro, depois de vencer as eleições “ a coisa” muda.

    FARINHA POUCA MEU PIRÃO

    Quando a pandemia começou, o ex-prefeito do município de Graccho Cardoso Cassinho de Quixabeira, reduziu o próprio salário, além dos salários de vice e secretários com a intenção de reduzir um impacto econômico no município.

    Assim que assumiu o cargo, o atual prefeito voltou a máxima; “Farinha pouca, meu pirão primeiro”. Colocou seu salário, de seu vice e de seus secretários a normalidade, com um detalhe, estamos vivendo o ápice da pandemia no país, mergulhados em uma crise na saúde e na economia.

    Não bastasse isso, um secretário comissionado, responde a processo administrativo, pois está suspenso do concurso e foi admitido em 11/11/2020, porem foi suspenso em 21/01/2021 através do prefeito Arakém, detalhe: O Secretário aparece como efetivo e ganhou um bônus de mil reais.

    Enquanto isso o povo de Graccho e principalmente os concursados, anseiam para que a justiça seja feita.