DE VOLTA A MONTE ALEGRE

O advogado Dílson Cruz, publicou em seu Facebook informando que a prefeitura de Monte Alegre de Sergipe, realizou um contrato com a empresa de Apoio e Capacitação à Gestão Pública “SOMAR”. A prefeitura irá pagar um valor total de 36 mil reais para uma prestação de serviço durante 09 meses.

SUSCITAÇÃO

A SOMAR volta a Monte Alegre após ter sido notícia no estado por suspeita de ser uma empresa fantasma há alguns anos. Quando o advogado relatou sobre a existência da empresa com um contrato firmado pelas prefeituras de Poço Redondo, Riachuelo e Laranjeiras, a SOMAR teria sua sede em uma residência onde era instalada uma secretaria regional do MST, na cidade de Poço, no sertão sergipano.

POLÊMICA

Na época, a SOMAR estava sendo acusada de firmar contratos com prefeituras e existir apenas no papel. Muitos chegaram a questionar o real motivo de celebrar contrato com uma empresa que não tinha sede. A informação rodou o estado e ganhou destaque nos principais meios de comunicação do sertão.

ANÚNCIO INESPERADO

Este jornalista não entende, mas abre espaço para o advogado explicar o motivo de anunciar a parceira da SOMAR com o município de Monte Alegre, se o próprio jurista foi um dos que mais propagou de maneira negativa a imagem da empresa em redes sociais.

ESTRANHO?

Que o advogado tem “boa relação” com o marido da prefeita NENA, disso ninguém duvida, mas causa estranheza trazer à tona, e em rede social, a volta da SOMAR – uma empresa que está a “somar” dinheiro dando apoio e capacitação em gestão pública.

Welder Ban| Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura!

Deixe seu comentário abaixo

Comentários

COMPARTILHAR
Jornalista DRT/SE 1794, Locutor e Apresentador da Xodó FM 89,9 e 88,5; Bacharelando em Direito.