Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

PSOL promete expulsar ex-candidato que gastou fundo eleitoral com bebida

Na noite desta sexta-feira, 20, o PSOL emitiu nota sobre o caso do ex-candidato Passo Preto, que gravou um vídeo explicando a destinação do fundo eleitoral da sua campanha a deputado federal.

Segundo as declarações de Passo Preto, o valor de R$ 3.800 teria sido gasto com cerveja para os amigos. Ele também disse que tinha ciência que com esse montante destinado pelo partido não se elegeria nem ao cargo de vereador.




Diante da situação, o partido se manifestou repudiando a atitude de Passo Preto e afirmando que buscaram tomar medidas concretas para o caso, inserindo o ex-candidato no conselho de ética do partido, onde haverá um processo que deve culminar com a sua expulsão.

Confira a nota na íntegra

NOTA DA PRESIDÊNCIA DO PSOL SERGIPE SOBRE POLÊMICA ENVOLVENDO O EX-CANDIDATO CLAUDINEI RODRIGUES, TAMBÉM CONHECIDO COMO “PASSO PRETO” DA CIDADE DE SALGADO

Primeiramente gostaríamos de deixar bem claro aqui que não compactuamos com as atitudes absurdas confessadas pelo ex-candidato do nosso partido nas últimas eleições, o Sr. Claudinei ex candidato a deputado federal em 2018. Ao tempo que repudiamos suas colocações, reafirmando que suas atitudes se deram de forma isolada e que devem ter consequências contundentes, e que assim que tomamos conhecimento do caso, imediatamente buscamos tomar medidas concretas.

Adiantamos aqui que entraremos de forma imediata, com pedido de inserção do referido no conselho de ética do partido, em que haverá um processo que deve levar a sua expulsão. E que o ex-candidato responda judicialmente pelos seus atos confessados e que explique também para a população de Salgado, e de Sergipe. O PSOL Sergipano se compromete em colaborar com o que for preciso para restabelecer o esclarecimento dos fatos e das responsabilidades. Vale ressaltar que o referido candidato, logo após o pleito esteve incomunicável por algum tempo, se esquivando da responsabilidade da prestação de contas.

Informamos também que nossa política de repartição da verba do fundo partidário foi discutida amplamente, com transparência e que a responsabilidade na prestação de contas é de cada candidato. Para isso, organizamos palestras e seminários, que orientou todas as candidaturas sobre regras e instruções para campanha, como determina a legislação eleitoral vigente. Os critérios levam em consideração as diferenças regionais que existem nas possibilidades de fazer campanha, mas que fosse para elaboração de materiais, audiovisual ou impresso, para dialogar com as pessoas, apresentar as propostas e dar mobilidade para as campanhas. Jamais que esses recursos pudessem ser usados da forma que foi, ou qualquer outro uso ilícito. Caracterizando uma brutal quebra de confiança.

Por fim, o PSOL Sergipano reafirma seu compromisso com a lisura, com a transparência e a idoneidade. Seja no partido, mas também nos mandatos eletivos, na administração pública e o respeito ao patrimônio do povo e ao erário público.

Carlito Lemos
Presidente Estadual do PSOL SERGIPANO.

20 de Setembro de 2019

COMENTE!