setembro22 , 2021

    Querem acabar com sua liberdade de expressão, diz Rodrigo Valadares

    Veja também

    Cristinápolis: Criança morre após cair em fossa

    Uma criança de quatro anos morreu afogado após cair...

    TSE confirma cassação de deputada estadual Diná Almeida, Jairo de Glória assumirá

    Na sessão desta terça-feira (21), o Tribunal Superior Eleitoral...

    Delegado Marcelo Hercos: Polícia prende dois dos três envolvidos

    *NOTA - Atualizada às 06h30* A Polícia Civil confirma que...

    COMPARTILHE

    - Advertisement -

     

    Em vídeo divulgado em seu Instagram no final da manhã desta quarta-feira, 27, Rodrigo Valadares deputado estadual, falou sobre a censura que está sendo imposta através do senado.

    De acordo com o deputado, existe um projeto de lei da autoria do Senador Alessandro Vieira que impõe uma espécie de ditadura em forma de censura na internet.

    Rodrigo lembrou do episódio em que a Policia Federal esteve em sua residência: “Por isso ele foi até a Polícia Federal, revestido de seu mandato de senador e solicitou a abertura de um inquérito, alegando a divulgação de Fake News”, disse.

    - Advertisement -

    “Esse inquérito culminou em uma busca e apreensão em minha residência, onde a Polícia Federal, ARROBOU a porta do meu quarto, assustando meus filhos e minha esposa, por eu ter supostamente compartilhado uma notícia falsa, onde dizia que o Senador Alessandro Vieira de centro esquerda”, complementou.

    Na visão do deputado, a ideia é acabar com a liberdade e voltar aos grandes monopólios e as grandes mídias. O projeto de Lei em questão (PL 2630/2020) é conhecido como a PL das Fake News e foi apresentada em conjunto com os Deputados Federais, Tabata Amara (PDT) e Felipe Rogoni (PSB).

    O objetivo do projeto é “combater abusos, manipulações, perfis falsos e disseminação de fake News”.

    Mas a pergunta que não quer calar. Quem vai decidir o que é abuso, manipulação e fake News?

    Outra pergunta que não quer calar. Isso não é o mesmo que determinar o que devemos falar ou não?

     

    Maycon Fernande/ Jornalista