fbpx
Portal Sou de Sergipe
O portal do Sergipano

RAPIDINHAS DA POLÍTICA: Manifestações, Alessandro Vieira em Alta, Chicotada e Sergipe no fundo do poço

MANIFESTAÇÕES EM TODO PAÍS

Ao contrário do que a esquerda divulgou amplamente nos últimos dias, as manifestações mostraram que os atos em todo país não eram de cunho político, mas de cunho moral.

O que se vias nas ruas não eram discursos radicais, nem o fechamento do congresso ou muito menos do supremo, não, muito pelo contrário.

Reforma da previdência, Reforma Administrativa, Lava Toga e o Pacote Anticrime de Sério Moro, foram os MOTIVOS que levaram milhares de pessoas as ruas no último domingo.

Enquanto isso, os lulistas vão às ruas para defender até a soltura de corruptos e lavadores de dinheiro…

SENADOR ALESSANDRO VIEIRA

Talvez o Senador Alessandro Vieira não tinha ideia de que a proposta de uma CPI no Supremo Tribunal Federal (Lava Toga), fosse ganhar a repercussão que ganhou em todo país. O Senador fez em meses de mandato o que nenhum outro senador durante anos fez, DEU VOZ A SERGIPE.

Durante as manifestações de ontem, era possível perceber a aceitação dos brasileiros mais indignados com ministros que comem lagosta enquanto legislam (o que não é papel deles).

Alessandro Vieira saiu de delegado para ocupar o político mais influente do estado e se continuar assim, passará a ser um dos mais influentes do BRASIL e isso tem deixados as velhas raposas políticas de Sergipe de cabelo em pé.

FEIRANTES NA BRONCA COM MAIS UMA CHICOTADA

Os feirantes que trabalham no Ceasa de Nossa Senhora da Glória estão revoltados com a iniciativa do prefeito Chico em aumentar impostos e impostos.

O prefeito foi firme durante o seu discurso na última sexta-feira, onde foi utilizado um carro de som para dar mais alcance em sua voz e logo após sua saída vários feirantes mostram-se indignados com o que tinham acabado de ouvir.

Política do PT: Aumenta imposto do trabalhador e conserva em paz os impostos dos mais ricos.

SERGIPE CAMINHA PARA O FUNDO DO ABISMO

O empréstimo de 80 milhões deve dar um fôlego no Governo Belivaldo, isso durante alguns meses. Porem esse fôlego tem dias contados e Sergipe caminhara para o fundo do abismo, onde dificilmente sairá.

Não é preciso ser economista para saber que o empréstimo é um verdadeiro tiro no pé. Juros de mais de 17% muito além da inflação, serão cobrados.

O estado dar como garantia recursos de produção do pré-sal, mas quer saber? Esse filme nós vimos antes.

Os próximos anos prometem ser dolorosos para Sergipe.

Maycon Fernandes/ Jornalista DRT 0002304/SE

COMENTE!